Shevchenko promete vitória sobre Amanda na revanche no UFC 213

Peso galo diz que campeã brasileira teve sorte quando a venceu na primeira vez que se enfrentaram, em março do ano passado

V. Shevchenko busca vingança contra A. Nunes (Foto: Reprodução Facebook Valentina Shevchenko)

V. Shevchenko luta contra A. Nunes (Foto: Reprodução Facebook Valentina Shevchenko)

A quirguistanesa de origem peruana Valentina Shevchenko terá a oportunidade de se vingar de sua única derrota no Ultimate, quando enfrenta Amanda Nunes na luta principal do UFC 213, que ocorre dia 8 de julho. Em jogo, estará também o cinturão dos galos, em posse da brasileira. Confiante, “Bullet” garante que irá superar a “Leoa” e diz que o revés no UFC 196, em março do ano passado foi pura “sorte”.

Veja Também

Holloway (dir) ultrapassou Aldo (esq) no ranking geral (Foto: Inovafoto)
Aldo despenca no ranking peso por peso do UFC; Holloway sobe para 5º
Ruas saiu em defesa de Wanderlei
(Foto: Reprodução/Facebook MarcoRuas)
Ruas pede inclusão de Wanderlei Silva no Hall da Fama do UFC
(Foto: Reprodução/Instagram LuisHenriqueKLB)
Vindo de derrota, Luis Henrique KLB enfrenta estreante no UFC 216

Na ocasião, Amanda venceu com clareza os dois primeiros rounds, alternando seu jogo em pé agressivo com quedas e anulando Valentina. No último assalto, porém, a hoje desafiante do título dos galos aproveitou o cansaço da brasileira e quase a nocauteou. No fim, os juízes deram a luta para Nunes.

“Foi uma boa luta para ela, mas de muita sorte também. Não significa nada. Ela quase perdeu no terceiro round. No UFC 213, isso vai acontecer. Ela pode falar o que quiser, mas no dia 8 de julho, vai acontecer. Ela tem até a luta para falar, mas vou vencê-la. Ela vai tentar me vencer novamente, mas garanto que isso não acontecerá”, comentou Shevchenko, em declarações reproduzidas pelo site norte-americano MMA Junkie.

Desde a derrota para Nunes, Valentina conseguiu dois grandes triunfos, superando Holly Holm na decisão unânime e depois finalizando Julianna Peña com uma chave de braço. Já a brasileira se tornou campeã do mundo finalizando Miesha Tate e nocauteou Ronda Rousey no mesmo período.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário