Empresários processam Nate Diaz e pedem indenização milionária

Lutador teria se recusado a pagar honorários de empresa que o representou em negociações com o UFC

N. Diaz está sendo processado (Foto: Reprodução/Instagram/natediaz209)

N. Diaz está sendo processado (Foto: Reprodução/Instagram/natediaz209)

O peso leve Nate Diaz não luta desde agosto do ano passado, quando perdeu decisão equilibrada para Conor McGregor. Mas ele terá pela frente um outro tipo de embate, nos tribunais. O norte-americano está sendo processado por uma firma que agencia a carreira de atletas e a empresa pede US$ 1 milhão em indenização. A informação é do canal norte-americano TMZ.

Veja Também

Primeiro trailer da superluta foi divulgado (Foto: Divulgação)
Dirigente quer tour para promover McGregor x Mayweather
Fedor (esq) pega M. Mitrione (Foto: Divulgação/Bellator MMA)
Fedor garante: ‘Nunca me achei o melhor de todos os tempos’
Bisping quer lutar no fim do ano  (Foto: Reprodução/Facebook MichaelBisping)
Bisping se irrita com comparações a Randamie: ‘Não é isso, filhos da p***!’

A Ballengee ajudou Nate Diaz a negociar seus contratos com o Ultimate para seus últimos quatro combates – os dois duelos contra Conor McGregor e as lutas contra Michael Johnson e Rafael Dos Anjos. E, de acordo com o processo, a empresa não recebeu o valor combinado com o lutador por ter feito seu serviço. Diaz teria, ainda, convencido outra atleta do UFC, Leslie Smith, a terminar o contrato com a companhia unilateralmente e não pagar os honorários devidos.

O norte-americano ganhou US$ 500 mil e US$ 2 milhões no UFC 196 e no UFC 202, respectivamente. Isso em salários divulgados pelo UFC, que não levam em conta possíveis bônus, prática comum no Ultimate. Enquanto isso, Diaz segue sem luta marcada, e já declarou que só voltará a lutar no UFC se for contra Conor McGregor, que está temporariamente fora do MMA, se preparando para sua estreia no boxe contra Floyd Mayweather.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário