Chris Weidman responde a desafio de Jack Hermansson: ‘Adoraria enfrentá-lo’

Com moral no Ultimate, após vitória sobre Ronaldo Jacaré, sueco citou desejo de enfrentar norte-americano em sua próxima luta

C. Weidman quer enfrentar J. Hermansson e voltar a brilhar no UFC. Foto: Reprodução/Instagram @chrisweidman

Chris Weidman respondeu ao desafio feito por Jack Hermansson após a vitória do sueco sobre o brasileiro Ronaldo Jacaré no UFC Fort Lauderdale, realizado nos Estados Unidos, no último final de semana. Em sua conta no Twitter, na última quarta-feira (1), o norte-americano fez questão de responder Jack e aceitar a luta. Além de Weidman, Hermansson também citou Yoel Romero e Kelvin Gastelum como possíveis adversários.

Veja Também

Algoz de Jacaré sobe cinco posições no ranking e ultrapassa brasileiro; Sakai entra no top 15 dos pesados
Donald Cerrone desiste de ‘caça’ a Conor McGregor
Curtis Blaydes insulta Brock Lesnar após suposta aposentadoria do MMA

“Eu ouvi que o ‘Joker’ Hermansson disse que quer me enfrentar. Eu adoraria esta luta”, publicou Chris.

Jack lançou o desafio em entrevista recente ao programa ‘Ariel Helwani’s MMA Show’, onde também revelou mais dois possíveis adversários em sua escalada rumo à disputa pelo cinturão da categoria dos médios (até 83,9kg.).

“Nós queremos os caras grandes. Eu tenho três nomes em mente: Yoel Romero, Kelvin Gastelum e Chris Weidman. Esses fazem sentido para mim”, comentou Hermansson, que ainda completou, dizendo que sua preferência é pelo duelo contra Yoel. “Romero é o mais bem ranqueado. Então, se você o vencer, as pessoas vão dizer: ‘ele merece uma chance pelo título’. Ele também é o cara mais duro. É um cara difícil de vencer e muito perigoso. Quero vencer os caras que podem me levar ao cinturão”, comentou Jack.

Weidman, ao contrário de Hermansson, busca reencontrar a boa fase na carreira. Desde que perdeu o cinturão da categoria para Luke Rockhold em 2015, Chris realizou quatro lutas e venceu em apenas uma ocasião, quando finalizou Gastelum, em julho de 2017. Sua última luta aconteceu contra Ronaldo Jacaré, em novembro do ano passado. No duelo, Weidman dominava o combate, quando foi surpreendido por um direto do brasileiro no terceiro round, que o levou a nocaute.

O norte-americano se tornou famoso no mundo da luta após colocar fim ao reinado do brasileiro Anderson Silva, que dominou a divisão dos médios durante quase sete anos. Weidman bateu o ídolo do Brasil após aplicar um nocaute surpreendente no UFC 162, chocando o mundo do MMA e entrando para a história da organização.

Chris, após o título, conseguiu defendê-lo por duas vezes. Uma, em revanche imediata contra Anderson, e outras duas contra os brasileiros Lyoto Machida e Vitor Belfort.

Em caso de vitória, a luta contra Hermansson poderia recolocar Weidman no mapa da divisão. Atualmente, o norte-americano figura apenas na 7ª colocação do ranking dos médios.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário