Donald Cerrone desiste de ‘caça’ a Conor McGregor

Apesar de terem declarado publicamente o desejo de se enfrentar, as condições impostas pelo irlandês travaram as negociações

D. Cerrone desiste de luta contra C. McGregor. Foto: Reprodução/Instagram cowboycerrone

O norte-americano Donald Cerrone anunciou que desistiu de tentar a luta contra Conor McGregor. A informação foi dada em entrevista recente ao site ‘MMAJunkie.com’. O ‘Cowboy’ havia desafiado McGregor no início do ano, após a vitória sobre Alexander Hernandez.

Veja Também

Algoz de Jacaré sobe cinco posições no ranking e ultrapassa brasileiro; Sakai entra no top 15 dos pesados
Curtis Blaydes insulta Brock Lesnar após suposta aposentadoria do MMA
Cláudia Gadelha enfrenta Randa Markos no UFC 239

“A caçada chegou ao fim. Acabou. Eu estava tipo: ‘pois é, eu não vou ficar esperando. Então, vamos embora.”, disse Cerrone.

Durante o pouco tempo de negociações, Conor revelou algumas exigências para que o duelo entre os dois acontecesse. Uma delas, seria sobre a possibilidade de adquirir parte das ações do Ultimate, tornando-se, assim, um dos sócios da organização. A proposta foi rejeitada pela diretoria, emperrando as chances do combate.

O irlandês chegou a parabenizar o ‘Cowboy’ após a brilhante apresentação contra Hernandez, e prontamente aceitou a luta proposta ainda no octógono.

Há pouco mais de dois meses, McGregor havia sido derrotado por Khabib Nurmagomedov na disputa pelo cinturão dos leves (até 70,3kg.), em outubro do ano passado. O duelo entre o norte-americano e o irlandês poderia fazer sentido para a companhia, pois os dois apresentam um carisma muito grande, tanto com o UFC, quanto com o público.

Após as dificuldades impostas por Conor, Cerrone não entrou no jogo do provável adversário e tratou de encontrar outro oponente: Al Iaquinta, a quem enfrenta no próximo sábado na luta principal do UFC Ottawa, no Canadá.

Mesmo com a oficial desistência do embate contra o irlandês, o ‘Cowboy’ não descarta um embate entre os dois no futuro.

“Quem sabe, cara? Eu aceito, se acontecer. Se não acontecer, apenas enfrento quem estiver na fila. Eu amo meu trabalho. Eu amo lutar”, finalizou Cerrone.

Caso vença neste sábado, Donald, de 36 anos, confirmará a boa fase e emplacará sua terceira vitória seguida na organização. Ao todo, o norte-americano atuou em 46 ocasiões, somando 34 vitórias, 11 derrotas e uma luta sem resultado.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário