Frankie Edgar aconselha BJ Penn a se aposentar e diz: ‘É uma pena vê-lo perder luta após luta’

Próximo desafiante ao título dos penas mostra respeito ao ex-campeão do UFC, a quem derrotou duas vezes em 2010

F. Edgar (foto) sugere que B. Penn se aposente. Foto: Reprodução / Instagram @frankieedgar.

Para os mais saudosistas no mundo do MMA, certamente BJ Penn é um nome a ser respeitado no universo da luta. O ex-campeão dos leves, Frankie Edgar, não pensa diferente. No entanto, o norte-americano demonstrou tristeza com as atuais performances de Penn em seus últimos combates. Em entrevista recente ao ‘MMA Junkie’, o atleta afirmou que o lendário lutador deveria repensar sobre continuar atuando profissionalmente. BJ tem apenas uma vitória em suas últimas 11 lutas.

Veja Também

Daniel Cormier diz compreender decisão de Brock Lesnar em não retornar ao MMA
Alexander Gustafsson e Anthony Smith batem peso e garantem luta principal deste sábado
Jéssica Bate-Estaca sofre assalto a mão armada e tem carro roubado em Niterói

“Eu gostaria que ele se aposentasse? Provavelmente. Provavelmente é o melhor para o seu corpo, mas eu não sei o que se passa pela cabeça dele. Eu tenho certeza que todos temos um pouco de responsabilidade sobre isso, mas ultimamente é só com ele. Ninguém está colocando uma arma na sua cabeça e o obrigando a lutar”, afirmou Frankie.

Frankie e BJ têm uma história antiga no Ultimate. Há mais de 10 anos, os dois se enfrentaram pela organização em disputa pelo cinturão dos leves (até 70,3kg.). Na ocasião, Penn era detentor do cinturão, e considerado um dos melhores atletas de MMA do mundo; além de muito valorizado dentro da companhia. Edgar saiu vencedor do duelo e triunfar sobre o havaiano após uma revanche imediata agendada para quatro meses depois.

“Eu vi BJ surgindo e vi seus melhores momentos. É difícil vê-lo perdendo luta após luta. Mas ele tem que tomar a decisão. Não eu. Ele sabe qual é o jogo. Ele sabe o que ele quer conquistar. Então, eu não posso mudar a ideia de alguém que só quer fazer o que tem vontade”, finalizou Edgar.

Apesar de estar muito longe de ser o lutador que um dia encheu os olhos do público, BJ ainda é muito respeitado no meio do MMA. Em 2015, o havaiano foi oficialmente incluso no ‘Hall da Fama’ da companhia, na ala da ‘Era Moderna’. A homenagem foi concedida ao atleta por seus feitos à modalidade após anos de serviços prestados. Uma das conquistas mais importantes de Penn foi ter se tornado o segundo atleta a vencer dois títulos em duas categorias distintas pela companhia: peso leve e meio-médio.

BJ anunciou sua primeira aposentadoria em 2011. Pouco mais de um ano depois, retornou aos octógonos. Em 2014, voltou a abandonar o esporte. Desta vez, a decisão durou quase três anos. Penn retornou às atividades em 2017. Desde seu primeiro retorno, em 2012, o atleta não venceu uma luta sequer.

Aos 40 anos, soma 31 lutas, 16 vitórias e 13 derrotas, além de dois empates. Seu último compromisso aconteceu no último dia 11, quando foi derrotado pelo, também veterano, Clay Guida, em decisão unânime dos juízes, no UFC 237, no Rio de Janeiro.

Seu antigo algoz, Frankie Edgar, aos 37 anos, vive um momento totalmente diferente. Com 30 lutas, 23 triunfos, seis reveses e um empate, o norte-americano ainda entre os top 5 da divisão dos penas (até 65,7kg.), o norte-americano é o próximo desafiante ao título da categoria. O lutador enfrenta o atual campeão, Max Holloway no dia 27 de julho, no UFC 240.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário