Daniel Cormier e Jon Jones comentam aposentadoria de Alexander Gustafsson

Campeões do Ultimate foram a público se manifestar após o sueco anunciar seu afastamento do MMA depois da derrota no último sábado, no UFC Estocolmo

D. Cormier (esq.) publica texto de apoio a A. Gustafsson (dir.). Foto: Reprodução/Instagram @dc_mma

Embora não tenha conquistado nenhum cinturão em sua passagem pelo UFC, Alexander Gustafsson conquistou o respeito de muitos lutadores. Após o anúncio de aposentadoria do sueco, Daniel Cormier e Jon Jones, dois algozes de ‘Alex’, usaram suas redes sociais para parabenizar, agradecer,  e desejar felicidades na nova etapa da vida. Alexander enfrentou ‘Bones’ em 2013 e 2018; contra DC, o duelo ocorreu em  2015, pelo título dos meio pesados (até 93kg.).

Veja Também

A poucos dias da luta pelo cinturão dos galos, Marlon Moraes minimiza vitória de Henry Cejudo sobre TJ Dillashaw
Gustafsson confirma aposentadoria: ‘Se não consigo vencer os melhores, acabou’
Bisping provoca Romero: ‘Ele pode comprar o que quiser, menos um cinturão de campeão mundial’

“Alex, você sempre será um dos melhores atletas da minha jornada. Concordamos, discutimos e brigamos, mas você me fez melhor. Você fez do esporte melhor”, escreveu Daniel. “Você é um guerreiro e fará falta, de verdade”, publicou o campeão.

DC relatou, também, que entende as motivações de Alexander para não querer continuar atuando nas artes marciais profissionalmente e que este é o momento em que o, agora ex-atleta, irá aproveitar a vida, de fato.

“Eu entendo as mudanças de motivação e, para você, agora é a sua família. Eu digo que agora você está começando a realmente viver uma boa vida. Parabéns por uma grande carreira, meu amigo! Você é um martelo! Vejo você por aí”, finalizou Cormier, mostrando respeito e admiração ao ex-rival no octógono.

Quando se enfrentaram, em outubro de 2015, Daniel realizava sua primeira defesa de título, após ter conquistado o cinturão ao derrotar Anthony Johnson em maio do mesmo ano. Na ocasião, DC foi anunciado vencedor por decisão dividida dos juízes, após os dois atletas travarem uma batalha história durante cinco rounds, no UFC 192. O duelo, inclusive, concorreu ao prêmio de ‘Luta do Ano’ pelo Ultimate.

Jon Jones, outro atleta com quem Alexander dividiu o octógono, também se manifestou nas redes sociais após o anúncio do sueco. Poucas horas após ter sido derrotado para Anthony Smith diante de seus compatriotas e confirmado, ainda no octógono, sua aposentadoria, Gustafsson recebeu o apoio do atual campeão dos meio-pesados.

“Sinceramente, eu não acredito em você. Mas, se for sério, obrigado por tudo. Você elevou a divisão para outro nível e nos fez melhores. Aproveite sua família”, publicou Jones em sua conta oficial no Twitter.

Em sua carreira, ‘Alex’ disputou o título do Ultimate em três oportunidades. Na primeira, em 2013, mesmo derrotado, o sueco impressionou o mundo ao enfrentar de igual para igual Jon Jones, que reinava absoluto na divisão. O atleta foi derrotado em decisão unânime dos juízes, mas obrigou Jones a impor seu melhor jogo.

Sua última tentativa de vencer o cinturão aconteceu em dezembro do ano passado, quando enfrentou novamente ‘Bones’. O desempenho de Gustafsson foi diferente desta vez. ‘Alex’ sucumbiu ao talento inquestionável do norte-americano e saiu derrotado por nocaute no terceiro round.

Alexander encerra sua carreira aos 32 anos somando, em seu cartel profissional no MMA, 24 lutas, 18 vitórias e seis derrotas.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário