Tyron Woodley elogia Henry Cejudo como lutador, mas alfineta: ‘Está irritando todo mundo’

Ex-campeão meio-médio reconhece feitos de campeão olímpico, mas discorda da forma com que atleta age fora do octógono

T. Woodley (foto) alfineta H. Cejudo. Foto: Reprodução/Instagram @twooodley

Henry Cejudo vem, aos poucos, se tornando um grande nome no mundo do MMA. Após conquistar o título dos galos, no último dia 8, pelo UFC 238, em Chicago (EUA), o atleta vem colecionando fãs, mas também recebendo críticas por seu estilo provocador. Em entrevista recente ao programa ‘The Hollywood Beatdown’, o ex-campeão meio-médio (até 77kg.), Tyron Woodley teceu críticas ao lutador.

Saiba mais

Vídeo: ‘Rondinha de BH’ estreia no MMA profissional com nocaute impressionante
Khabib Nurmagomedov dá sugestão a Conor McGregor para merecer uma revanche: ’Volte a vencer’
Renato Moicano quer espetáculo em luta com ‘Zumbi Coreano’: ‘Luta do ano!’

“Cejudo, abaixe a bola, cara. Abaixe a bola. Você está irritando todo mundo”, afirmou Tyron.

Woodley fez referência ao fato de Henry estar provocando alvoroço no mundo do MMA na tentativa de elevar seu nome dentro da organização e promover seus combates de maneira desrespeitosa. Em sua última declaração, Cejudo fez questão de manifestar seu desejo de tentar um terceiro cinturão dentro da companhia, algo, até hoje, inédito. O norte-americano revelou sua vontade de novamente subir de categoria e enfrentar Frankie Edgar, caso o atleta derrote Max Holloway na disputa do título dos penas (até 65,7kg.), que acontece em julho, no UFC 240.

“Ele é um lutador fenomenal. É impressionante o que ele foi capaz de fazer conquistando uma medalha olímpica, o que é mais importante para mim do que um cinturão do UFC, porque é a coisa mais difícil para se conquistar em esportes de combate”, elogiou Woodley. “Ele derrotou Demetrious Johnson, uma lenda dos peso por peso. Conquistou cinturões em duas categorias. Resumindo, é uma loucura o que ele fez em um período tão curto. Mas, quando você começa a fazer coisas fora do octógono, é melhor parar”, disse o atleta.

Cejudo tem declarado publicamente sua ânsia de se tornar o maior peso por peso do Ultimate. Atualmente, o posto é dominado por Daniel Cormier, que se sagrou campeão dos meio-pesados (até 93kg.) e, posteriormente, ganhou o cinturão dos pesados ao derrotar Stipe Miocic, em julho do ano passado.

Caso Frankie consiga, de fato, vencer Max e o UFC resolva dar a chance de Henry tentar seu terceiro título, seu desejo pode se tornar realidade.

Ao fim da entrevista, Tyron ainda mandou um recado para o norte-americano. Novamente elogiando, o ex-campeão meio-médio aconselhou ao campeão olímpico a continuar o bom trabalho realizado dentro do octógono.

“Você é uma fera. Continue vencendo e diminua a dose das provocações”, finalizou Tyron.

Aos 37 anos, Woodley não luta desde março do ano passado, quando perdeu o posto de campeão para o nigeriano Kamaru Usman, no UFC 225. O atleta tinha um combate agendado para enfrentar Robbie Lawler, no próximo dia 29, porém, uma lesão na mão o forçou a deixar o evento.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário