Dana revela que não há mágoas por aposentadoria de Brock Lesnar

Mandatário do UFC afirma que ex-campeão dos pesados acertou em não retornar ao MMA para duelo contra Daniel Cormier

D. White (foto) diz que não há mágoas com B. Lesnar. Foto: Reprodução/Instagram @danawhite

O presidente do UFC, Dana White afirmou que não há ressentimentos em relação à rejeição de Brock Lesnar à proposta de retornar ao MMA. O atleta foi desafiado pelo atual campeão dos pesados (até 120,2 kg.), porém, não houve acordo. Em entrevista recente à ‘ESPN’, White disse compreender e concordar com a decisão do ‘gigante’ norte-americano.

Saiba mais

Brasileira Karolline Rosa assina contrato com o UFC e estreia em agosto, na China
Borrachinha acusa ex-treinador de tentar chantageá-lo em caso de doping
Shevchenko defende cinturão contra Liz Camouche no UFC Montevidéu, diz site

“Eu não fiquei irritado de forma alguma. Brock teve um bom momento aqui (UFC). Foi divertido. Olha, para participar deste negócio (MMA), você deve estar 100% envolvido. Você tem que estar dentro. Não era onde sua cabeça estava. Ele tomou a decisão correta”, declarou Dana.

A diretoria do Ultimate entrou em contato com Lesnar na tentativa de realizar um desejo de Daniel Cormier. Em julho de 2018, após bater Stipe Miocic pelo título dos pesados, ainda no octógono, DC desafiou o astro do WWE para um combate. Brock estava presente na arena, subiu na plataforma e ainda empurrou Daniel.

Ao que tudo indicava, mais cedo ou mais tarde, a ‘superluta’ aconteceria. No entanto, o UFC e Lesnar não conseguiram chegar a um valor satisfatório para ambas as partes e as negociações se deram por encerradas.

Apesar de algumas deficiências técnicas, Lesnar já foi considerado um dos maiores nomes da companhia. Entre 2008 e 2010, o atleta manteve uma regularidade significativa no esporte, o que o rendeu uma disputa pelo título dos pesados, que veio a conquistar após a vitória sobre o lendário Randy Couture, pelo UFC 91.

Brock perdeu seu título em outubro de 2010, quando foi dominado por Cain Velasquez. Após o revés, o atleta não conseguiu mais vencer pela organização. Foram dois combates, uma derrota e um duelo sem resultado.

Atualmente o norte-americano tem 41 anos e dedica sua vida à bem sucedida carreira no WWE (luta livre).

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário