Temido no MMA, Francis Ngannou pensa em carreira no boxe no futuro

Fã da nobre arte, camaronês revela que pode migrar de esporte para realizar sonho de infância

F. Ngannou afirma que pode lutar boxe no futuro. Foto: Reprodução/Instagram @francisngannou

Para quem ama as artes marciais mistas, o boxe e o MMA podem, em algum momento, se encontrar. Este é o caso de Francis Ngannou com a nobre arte. O atleta revelou que, antes mesmo de conhecer o esporte que pratica hoje, era um aficionado pelo pugilismo e que pode vir a praticar a modalidade no futuro. A informação foi conferida em entrevista recente ao ‘Low Kick MMA’.

Veja Também

Próximo de aposentadoria, Daniel Cormier volta a falar de Brock Lesnar: ‘Queria ter lutado contra ele’
Na semana de luta contra Ngannou, Cigano afirma: ‘Vou nocautear’
Após derrotar Moicano, ‘Zumbi Coreano’ quer enfrentar top 4 dos penas

“Antes de tudo, o boxe representa meu passado. O boxe foi meu primeiro amor durante muito tempo. Por mais de 10 anos eu amei o boxe sem conhecer o que era o MMA. Então, eu fui inserido nas artes marciais mistas por oportunidade, mas ainda sou um amante do pugilismo. Acho que, em algum momento, eu posso acabar migrando para lá para realizar meu sonho”. Confessou o francês-camaronês.

O conhecimento da força descomunal de Ngannou já tomou proporções mundiais. Todos os entusiastas de MMA sabem da capacidade que o atleta tem de nocautear seus adversários. Em sua carreira dentro do UFC, o atleta não levou seu oponente a nocaute em apenas uma ocasião, quando derrotou o norte-americano Anthony Hamilton por finalização em duelo que ocorreu em 2016.

Um dos comentaristas do Ultimate, Joe Rogan, ao saber da vontade de Francis em se arriscar no boxe no futuro se empolgou com a possibilidade. Para ele, Ngannou se daria bem lutando entre os pesos pesados e poderia surpreender a muitos com sua eficiência.

“Guardem minhas palavras: se Francis Ngannou decidir migrar para o boxe, ele vai nocautear alguns lutadores. Ele nocauteou Alistair Overeem, que é um campeão de kickboxing. Alistair nocauteou Badr Hari, Gokhan Saki. Ele derrotou alguns caras bons”, afirmou Joe em seu podcast.

Francis estreou no MMA em 2013. O atleta foi contratado pelo Ultimatem dois anos depois. Desde então, o atleta já teve a oportunidade de conquistar o título dos pesados da companhia, mas teve seu âmbito frustrado após ser anulado por Stipe Miocic, ex-campeão, no UFC 220, em janeiro do ano passado. Após a derrota, o atleta sofreu novo revés para o gigante Darrick Lewis, porém, conseguiu se recuperar dentro da categoria ao bater Curtis Blaydes e Cain Velasquez.

O lutador de 32 anos vem de dois triunfos consecutivos e, neste sábado (29), enfrentará o brasileiro Júnior Cigano, no UFC Minneapolis, em busca de uma nova chance de vencer o cinturão da divisão.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário