Bisping acredita em vitória de Weili Zhang sobre Jéssica Andrade no UFC Shenzhen

Ex-campeão dos médios afirma que chinesa possui tem mais experiência do que brasileira e acredita em bom retrospecto da atleta

M. Bisping (foto) acredita em derrota de J. Andrade para chinesa. Foto: Reprodução/ Instagram MikeBisping)

O ex-campeão dos médios (até 83,9kg.), Michael Bisping deu seu palpite para o UFC Shenzhen. O, hoje comentarista, não acredita que a brasileira Jéssica ‘Bate-Estaca’ terá êxito em sua primeira defesa de título desde que destronou Rose Namajunas no UFC 237, em maio, pelo cinturão das palhas (até 52,1kg.). As declarações foram feitas recentemente no podcast do norte-americano, ‘Belive You Me’.

Saiba mais

Temido no MMA, Francis Ngannou pensa em carreira no boxe no futuro
Próximo de aposentadoria, Daniel Cormier volta a falar de Brock Lesnar: ‘Queria ter lutado contra ele’
Na semana de luta contra Ngannou, Cigano afirma: ‘Vou nocautear’

“Weilli (Zhang) deve vencê-la (Jéssica). Ela é fantástica na luta em pé. Ótima no jogo de pés. É muito capaz. Ela tem três lutas e nenhuma derrota no UFC, e vem de um recorde de vitórias incrível”, comentou o ex-lutador.

É fato que a chinesa ainda não possui muita experiência dentro do octógono. A atleta assinou contrato com o Ultimate em agosto de 2018 e só atuou em três oportunidades. No entanto, a lutadora vem de uma sequência de 19 triunfos consecutivos. Este, portanto, foi o argumento usado por Michael para optar por Zhang.

“Weilli tem 20 lutas e 19 vitórias. Nove são por nocaute, sete finalizações. Então, 16 dos 19 triunfos foram por interrupção. Ela interrompe as lutas. Ela vence, nocauteia, finaliza. É raro ver isso nesta categoria (palhas), mas ela faz e é muito boa nisso”, declarou Bisping.

O comentarista ainda relatou sobre a última atuação da chinesa, que derrotou Tecia Torres por decisão unânime dos juízes no UFC 235, em março.

“Eu vi a luta dela contra Tecia Torres. Eu assisti e pensei: ‘Nossa, essa garota é sensacional’. Ela é incrível.’ Agora, ela está com três vitórias consecutivas. É um pouco cedo para uma disputa de cinturão? Pode ser, mas não é um absurdo. Ela tem as habilidades para estar ali”, finalizou o ex-atleta.

Andrade, por sua vez, mesmo não possuindo um recorde de vitórias como a de sua próxima oponente, vem em uma crescente considerável dentro do UFC. Em seus últimos 10 compromissos, a brasileira saiu vencedora em oito. A última, pelo título da divisão.

Bate-Estaca, hoje, tem 27 anos e soma em sua carreira 26 duelos, com 20 triunfos e seis reveses.

Weili Zhang, de 29, tem 20 lutas e apenas uma derrota em seu cartel profissional.

O duelo entre as duas está marcado para acontecer no dia 31 de agosto, em Shenzhen, na China.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário