José Aldo espanta rumores de aposentadoria e renova contrato com UFC

Ex-campeão dos penas firmou um novo vínculo com Ultimate de mais sete lutas; Acordo foi acertado antes da luta contra Volkanovski, em maio

D. Pederneiras (dir.) ao lado de J. Aldo (esq.). Foto: Reprodução/Instagram @dede_pederneiras

O brasileiro José Aldo flertou com a aposentadoria em 2019 e até chegou a anunciar que gostaria de fazer três lutas no Brasil em 2019 e pendurar as luvas em sequência. Entretanto, o lutador renovou seu vínculo com o UFC por mais sete lutas. A primeira luta do novo acordo inclusive já aconteceu: no UFC 237, em maio, no Rio Janeiro.

Veja Também

Após derrotar Moicano, ‘Zumbi Coreano’ quer enfrentar top 4 dos penas
Temido no MMA, Francis Ngannou pensa em carreira no boxe no futuro
Próximo de aposentadoria, Daniel Cormier volta a falar de Brock Lesnar: ‘Queria ter lutado contra ele’

O anúncio da renovação foi feito pelo técnico de Aldo, André Pederneiras, em entrevista ao site do canal Combate.

“Nos nós reunimos durante todo esse período para entender como seria a carreira do Aldo daqui para frente. Apesar da grande vontade de lutar boxe, ainda acreditamos que ele tem potencial de ser campeão de novo. Chegamos a um acordo satisfatório para os dois lados. O contrato antigo foi substituído por esse novo e agora temos mais sete combates pela frente com a organização”, disse.

Apesar de garantir a continuidade da carreira de Aldo, Dedé preferiu não cravar seu retorno, mas disse que deve acontecer apenas no fim de 2019.

“Ele chegou essa semana de férias. A previsão é que ele volte mais para o fim do ano, em novembro ou dezembro. Vamos ver como a categoria se desenrola depois da luta entre o Holloway e o Edgar pelo título e aí avaliamos quem pode ser um bom adversário”, completou.

A carreira de Aldo

José Aldo, que completa 33 anos em setembro, tem um histórico no MMA de 28 vitórias e cinco derrotas. O ‘Campeão do Povo’, como é conhecido, reinou no peso pena de sua criação, em 2011 até 2015 – quando foi nocauteado por Conor McGregor. Ele voltou a ser campeão no peso em 2016, mas perdeu o reinado para Max Holloway em duas oportunidades. Em 2018, Aldo iniciou uma escalada rumo a uma nova luta por título, batendo Jeremy Stephens e Renato Moicano por nocaute. Entretanto, ele foi superado pelo australiano Alexander Volkanovski no UFC 237, no Rio.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário