Após defesa de cinturão, Amanda manda recado para mulheres: ‘Acreditem em vocês mesmas’

Atleta mostra alegria depois de vitória sobre Holly Holm no UFC 239 e incentiva futuras atletas a continuarem o sonho de se tornarem profissionais

A. Nunes em coletiva após UFC 239. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Amanda Nunes não poderia estar mais feliz. Campeã de duas categorias no UFC, a atleta conquistou sua quarta defesa de cinturão após bater Holly Holm por nocaute no UFC 239, ocorrido neste sábado (6). Após o triunfo, a brasileira mandou uma mensagem de apoio e incentivo às mulheres que desejam ingressar no esporte. A fala foi concedida na entrevista coletiva ocorrida depois do evento.

Veja Também

Dana especula próxima luta de Amanda após vitória sobre Holm: ‘Tentaremos Cyborg’
Juízes e jornalistas divergem sobre resultado de Jon Jones x Thiago Marreta; Veja o cartão de pontuação
Amanda Nunes leva prêmio de ‘Performance da Noite’ do UFC 239

“Estou muito feliz com a minha vida. Minha trajetória até aqui é muito legal de ser vista. O recado que eu gostaria de deixar para as meninas que querem entrar para o MMA é que nunca deixem de acreditar em vocês mesmas. Encontrem uma boa academia para que isso seja feita da maneira correta”, declarou Nunes.

Os profissionais da imprensa presentes no local insistiram por algumas vezes em saber qual adversária a brasileira gostaria de enfrentar em seu próximo compromisso. Embora Dana, momentos antes da entrevista com a ‘Leoa’, tenha afirmado que gostaria de promover mais um embate entre ela (Amanda) e Cris Cyborg, a quem derrotou em dezembro do ano passado no duelo válido pelo cinturão das penas (até 65,7kg.), a baiana não quis dar pistas sobre seu próximo passo.

“Essa noite é a minha noite, sabe? Eu só quero aproveitar. Estou pensando apenas em mim agora. Estou muito feliz. Eu, meus treinadores e minha família estamos muito felizes neste momento e só quero pensar em mim. Agradeço a todo mundo que sempre acreditou em mim”, disse a pojucana.

A vitória sobre Holm não marcou apenas a quarta defesa do cinturão da ‘Leoa’, mas também sacramentou a vitória sobre a última ex-campeã da categoria das galos (até 61,2kg.) que restava para a baiana bater. Além disso, o triunfo sobre Holly representou o primeiro nocaute sofrido pela norte-americana desde que ingressou no MMA, em 2011.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário