Juízes e jornalistas divergem sobre resultado de Jon Jones x Thiago Marreta; Veja o cartão de pontuação

Após batalha disputada no UFC 239, juízes responsáveis pela marcação discordam na marcação de três dos cinco rounds; Imprensa especializada também fica dividida

J. Jones (esq.) e T. Marreta (dir.). Foto: Reprodução/YouTube MMA Meltdown

Thiago Marreta foi o rival mais duro da carreira de Jon Jones. Mesmo lesionando o joelho no primeiro round, o brasileiro, que tinha dificuldades para se mantem em pé durante vários instantes, explodiu em bons momentos, castigou a base de Jones e, por pouco não venceu. Ao final, dois juízes marcaram a disputa para o norte-americano, enquanto um julgador viu o triunfo do atleta tupiniquim. Entretanto, tamanho foi o equilíbrio, que os responsáveis por julgar a peleja não concordaram em quem venceu cada assalto.

Veja Também

Vídeo: Assista à luta entre Jon Jones x Thiago Marreta no UFC 239
UFC 239: Marreta faz luta dura, mas Jon Jones vence na decisão dividida dos juízes
Amanda Nunes aplica belo nocaute em Holly Holm e mantém cinturão no UFC 239
VÍDEO: Assista o nocaute de Amanda Nunes sobre Holly Holm no UFC 239

Entre os juízes, Michael Bell, que viu a vitória de Jones, marcou os rounds 1 e 5 para o brasileiro; Junichiro Kamijo, que viu o triunfo de Marreta, assinalou as parciais: 1, 2 4 para o atleta tupiniquim; Já Derek Cleary, que também viu o campeão sair vencedor, anotou os assaltos 1 e 4 para Thiago.

Com isso, apenas o Round 1 para Marreta e o Round 3 para Jones tiveram um vencedor claro para os juízes (veja o cartão de pontuação abaixo).

Nos veículos de imprensa especializados em MMA, o equilíbrio nas marcações também foi nítido. O MMA Junkie surpreendeu e anotou 50-45 para Jon. Mas Phil Murphy, da ESPN dos Estados Unidos, marcou 48-47 para o norte-americano, assim como Tim Burke, editor do site BloodyElbow.

Por outro lado, Jed Meshew do MMA Fighting, Adam Martin, do Sherdog e Brett Okamoto da ESPN dos EUA, viram o triunfo do brasileiro por 48-47.

Scorecard de Jones x Marreta. Foto: Divulgação

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário