Amanda Nunes aplica belo nocaute em Holly Holm e mantém cinturão no UFC 239

Agressiva no combate, a brasileira conecta um belo chute no rosto de norte-americana, cala os críticos e confirma sua quarta defesa de cinturão neste sábado

Amanda nocauteia Holm. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

Se restava alguma dúvida sobre Amanda Nunes ser a maior atleta feminina do MMA de todos os tempos, sua vitória deste sábado (6), no UFC 239, em Las Vegas (EUA), deve provar o contrário. Após quatro minutos de duelo, a brasileira foi capaz de derrotar por nocaute a ex-campeão da divisão, Holly Holm. Com a conquista, a ‘Leoa’ quarta defesa de cinturão na categoria das galos (até 61,2kg.).

Veja Também

VÍDEO: Assista o nocaute de Amanda Nunes sobre Holly Holm no UFC 239
UFC 239: Marreta faz luta dura, mas Jon Jones vence na decisão dividida dos juízes
Vídeo: Assista à luta entre Jon Jones x Thiago Marreta no UFC 239
VÍDEO: Assista o ‘nocaute do ano’ de Jorge Masvidal sobre Ben Askren no UFC 239
Jorge Masvidal aniquila Ben Askren em nocaute mais rápido da história do UFC

Com o triunfo, a brasileira de 31 anos soma, agora, 18 vitórias em sua carreira. Por sua vez, Holm, por sua vez, amargou sua quinta derrota em suas últimas sete lutas.

“Eu me sinto fantástica. Muita gente fala que o que acontece em Vegas fica em Vegas, mas esses cinturões vou levar para casa. Eu sabia que eu ia pegá-la com esse golpe. Eu queria nocautear ela com o golpe em que ela é especialista, e foi isso. Ela era a única ex-campeã que faltava eu vencer, e eu venci. Dana, amanhã vou te ligar para resolver o que vamos fazer do meu futuro. Brasil, minha família, todos, estamos juntos, é tudo nosso. Essa semana foi especial para mim, ganhei 3 prêmios no Oscar do MMA. Gostaria de agradecer a todos meus fãs”, disse a campeã ainda no octógono

A luta

As atletas começaram o combate se estudando bastante. A torcida gritava pelo nome da norte-americana, enquanto as lutadoras aguardavam para tomar a iniciativa do embate. Com maior envergadura, Holly controlava bem a distância para não permitir que a ‘Leoa’ conseguisse conectar seus golpes. No primeiro soco, Holm conseguiu proteger bem o rosto e seguia aguardando o melhor momento para atacar. Nunes levantou o público após desferir um chute alto na oponente. Com muita cautela, Holly mantinha a distância para não entrar no raio de ação da baiana. Enquanto Amanda tentava magoar o corpo de Holly com socos, a ex-campeã abusava dos chutes baixos nas pernas da ‘Leoa’.

Em um momento de pura felicidade, no final do primeiro round, Amanda aproveitou um descuido de Holm, que desistiu recuou a perna desistindo de um chute, e conectou a perna na cabeça da norte-americana. Holly caiu sentada, sem defesa, e Nunes foi para cima da oponente, golpeou mais uma vez até ser interrompida pelo árbitro.

Resultados do UFC 239

CARD PRINCIPAL

Peso meio-pesado (até 93kg.): Jon Jones derrotou Thiago Marreta na decisão dividida dos juízes (48-47, 47-48, 48-47)

Peso galo (até 61,2kg.): Amanda Nunes derrotou Holly Holm por nocaute aos 4m10s do R1

Peso meio-médio (até 77kg.): Jorge Masvidal derrotou Ben Askren por nocaute aos 5s do R1

Peso meio-pesado (até 93kg.): Jan Blachowicz derrotou Luke Rockhold por nocaute aos 1m39s do R2

Peso meio-médio (até 77kg.): Michael Chiesa derrotou Diego Sanchez na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-26, 30-26)

CARD PRELIMINAR

Peso pena (até 65,7kg.):  Arnold Allen derrotou Gilbert Melendez na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso galo (até 61,2kg.): Marlon Vera derrotou Nohelin Hernandez por finalização a 3m25s do R2

Peso palha (até 52,1kg.): Cláudia Gadelha derrotou Randa Markos na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso galo (até 61,2kg.): Song Yadong derrotou Alejandro Perez por nocaute aos 2m04s do R1

Peso médio (até 83,9kg.): Edmen Shahbazyan derrotou Jack Marshman por finalização a 1m12s do R1

Peso meio-médio (até 77kg.): Chance Rencountre derrotou Ismail Naurdiev na decisão unânime dos juízes (29-27, 29-28, 30-27)

Peso galo (até 61,2kg.): Julia Avila derrotou Pannie Kianzad na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-26, 30-26)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário