UFC 239: Marreta faz luta dura, mas Jon Jones vence na decisão dividida dos juízes

Brasileiro assusta campeão em diversas oportunidades, mas acaba derrotado em duelo disputado neste sábado e não conquista cinturão

Jones (esq.) vence Marreta (dir.). Foto: Reprodução / Facebook @ufc

Quem apostava em uma vitória dominante de Jon Jones sobre Thiago Marreta, se enganou. Considerado pela grande maioria como azarão, o brasileiro vendeu muito caro a disputa pelo cinturão dos meio-pesados (até 93kg.) no UFC 239, neste sábado (6). Após cinco rounds bastante equilibrados e com possibilidade de nocaute para ambos os lados, ‘Bones’ foi declarado o vencedor na decisão dividida dos juízes (48-47, 47-48, 48-47).

Veja Também

VÍDEO: Assista o nocaute de Amanda Nunes sobre Holly Holm no UFC 239
Amanda Nunes aplica belo nocaute em Holly Holm e mantém cinturão no UFC 239
Jorge Masvidal aniquila Ben Askren em nocaute mais rápido da história do UFC
VÍDEO: Assista o ‘nocaute do ano’ de Jorge Masvidal sobre Ben Askren no UFC 239
Claudia Gadelha espanta má fase e derrota Randa Markos no UFC 239

Marreta, que esteve perto da vitória, ainda sofreu uma grave lesão no joelho no início do primeiro round, mas, mesmo assim, conseguiu travar um duelo equilibrado do principio ao fim. Durante todo o embate, o atleta da Cidade de Deus (RJ) contrariou as expectativas de muitos críticos e, além de conseguir atuar durante todos os assaltos sem mostrar sinais de exaustão, surpreendeu a lenda do MMA em algumas ocasiões.

Jon Jones entrou para o combate com a estratégia de pressionar o brasileiro contra as grades para, assim, poder desferir seus golpes contundentes. No entanto, Marreta provou a todos que estudou o jogo do norte-americano e conseguiu, ao máximo, se manter afastado das potentes investidas de ‘Bones’.

Após o triunfo, Jones dará seguimento ao seu sonho de defender seu cinturão por 20 vezes, como declarado na semana que antecedeu o combate. Esta foi a segunda conquista de Jones após ter recuperado seu título ao bater Alexander Gustafsson em dezembro do ano passado.

Depois de ter passado por problemas pessoais e dentro do MMA, o campeão parece, de fato, ter reencontrado o foco para se manter no topo do esporte e segue uma hegemonia que dura quase 10 anos.

A luta

Logo no início do combate, Jones tentou aplicar um chute frontal no brasileiro, que pegou de raspão. Em seguida, Marreta descontou também com um chute em Jones, que desequilibrou o norte-americano. Aos poucos o campeão iniciou a tentativa de pressionar o brasileiro nas grades. Os treinadores de Thiago gritavam insistentemente para que o atleta da Cidade de Deus não se acuasse. Marreta permanecia apostando no chute baixo, mas não pareciam surtir efeito em ‘Bones’. Com chutes altos, Jones tentava furar o bloqueio da guarda do brasileiro. Concentrado, Jon parecia aguardar o melhor momento para conectar o melhor golpe. De repente, Marreta partiu para cima do norte-americano com uma sequência de socos, que chegaram a arrancar o protetor bucal do campeão. Os golpes do carioca começaram a atingir o rosto de Jones, que começava a mudar sua fisionomia. Como previsto, Marreta encontrava dificuldades para encontrar a distância para atingir o campeão, que fazia sempre valer sua maior envergadura. No fim da etapa, Jon conseguiu conectar um bom chute rodado em Thiago, mas não havia mais tempo.

Na segunda etapa, Jones seguiu tentando acuar o brasileiro nas grades. Em um chute, Marreta desferiu um chute com a perna direita, mas acabou sentindo o golpe. Jon percebeu, partiu para cima de Thiago, mas quase foi surpreendido por uma combinação de socos. O norte-americano, percebendo o perigo, recuou. Os chutes do brasileiro já não entravam com tanta potência em Jones e o lutador já apresentava dificuldades para caminhar pelo octógono. ‘Bones’ permanecia cercando Thiago, mas mostrava respeito pelo poder de nocaute do brasileiro. Com pouco menos de quatro minutos de combate, Marreta conseguiu conectar um bom chute alto que atingiu a cabeça de Jones, mas o campeão não se abalou. A luta ficava cada vez mais tensa conforme passavam os minutos. O round, no entanto, terminou.

O embate retornou com Thiago arriscando os chutes baixos. Logo no início, o brasileiro novamente atingiu a cabeça do norte-americano com um chute, mas não acertou em cheio. Após defender um chute de Jones, Marreta conectou uma ótima sequência de socos, mas o campeão mostrava muita resistência para absorver os golpes. Aos poucos, ‘Bones’ começou a se soltar no embate, mas permanecia respeitoso com o adversário. Após um chute baixo, pela primeira vez Thiago fez Jones demonstrar dor no entanto, em resposta, Jon conseguiu conectar sua famosa cotovelada, que abriu um corte na cabeça do brasileiro. Marreta acusou o golpe e começou a diminuir o ritmo. Mais solto na peleja, o norte-americano começou a mostrar todo o seu talento e deu início a um mau momento para o brasileiro na disputa. Mesmo machucado, Thiago continuava a se movimentar bem pelo octógono, mas sem a mesma agressividade do início.

No penúltimo assalto, Marreta voltou a dar perigo a Jones logo no início. Com outra sequência de golpes, o brasileiro fez com que o norte-americano corresse para não ser atingido. A eficiência de Jon ao conectar seus golpes aumentava conforme o cronômetro rodava. Mesmo sendo golpeado, era comum ver ‘Bones’ caminhando sempre para frente, tentando prender Thiago às grades. Com o desenrolar do embate, os atletas iam mostrando que estudaram muito um ao outro. Por muitas vezes os atletas se esquivavam de investidas parecendo prever o que seria feito em seguida. Restando menos de um minuto para o fim, Jones quase surpreendeu o brasileiro com um ‘Superman punch’. O norte-americano provocava o carioca, tentando induzir o lutador a um erro.

O round final começou com os atletas fazendo o ‘tudo ou nada’. Nos segundos iniciais, Thiago surpreendeu Jones com um ótimo chute na linha de cintura do norte-americano e logo depois completou com uma sequência de socos. Jon continuava sem se acuar, mas visivelmente mostrava respeito pelo brasileiro. Após dois minutos, finalmente Jones pareceu ter sentido um soco de Marreta. O campeão continuava a fazer uso de sua impressionante envergadura para manter a distância do brasileiro e conseguir conectar seus golpes com precisão. Marreta demonstrava um incômodo no joelho direito. O norte-americano, então, começava a tentar atingir a região em muitas ocasiões. Thiago ainda se mostrava bastante agressivo no minuto final. O atleta ainda arriscava sua sequência de golpes, que, em determinado momento, chegaram a acuar o campeão. No fim, os dois atletas não mostraram muita ação e ficaram se estudando até que o combate fosse encerrado.

Resultados do UFC 239

CARD PRINCIPAL

Peso meio-pesado (até 93kg.): Jon Jones derrotou Thiago Marreta na decisão dividida dos juízes (48-47, 47-48, 48-47)

Peso galo (até 61,2kg.): Amanda Nunes derrotou Holly Holm por nocaute aos 4m10s do R1

Peso meio-médio (até 77kg.): Jorge Masvidal derrotou Ben Askren por nocaute aos 5s do R1

Peso meio-pesado (até 93kg.): Jan Blachowicz derrotou Luke Rockhold por nocaute aos 1m39s do R2

Peso meio-médio (até 77kg.): Michael Chiesa derrotou Diego Sanchez na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-26, 30-26)

CARD PRELIMINAR

Peso pena (até 65,7kg.):  Arnold Allen derrotou Gilbert Melendez na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso galo (até 61,2kg.): Marlon Vera derrotou Nohelin Hernandez por finalização a 3m25s do R2

Peso palha (até 52,1kg.): Cláudia Gadelha derrotou Randa Markos na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso galo (até 61,2kg.): Song Yadong derrotou Alejandro Perez por nocaute aos 2m04s do R1

Peso médio (até 83,9kg.): Edmen Shahbazyan derrotou Jack Marshman por finalização a 1m12s do R1

Peso meio-médio (até 77kg.): Chance Rencountre derrotou Ismail Naurdiev na decisão unânime dos juízes (29-27, 29-28, 30-27)

Peso galo (até 61,2kg.): Julia Avila derrotou Pannie Kianzad na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-26, 30-26)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário