Marreta revela que terá que operar os dois joelhos após batalha contra Jon Jones

Médico que atende o lutador diz que a ciência não consegue explicar como ele lutou durante 20 minutos com a lesão

T. Marreta (foto) terá que passar por cirurgia nos dois joelhos. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

A situação de Thiago Marreta ficou ainda pior. O brasileiro, que travou uma batalha contra Jon Jones no UFC 239, no último dia 6, e lutou durante mais de 20 minutos com todos os ligamentos e o menisco do joelho esquerdo rompidos, teve a notícia que não gostaria. Ele também precisará operar a articulação do lado direito.

Saiba mais

Ex-UFC Abel Trujillo é preso acusado de exploração sexual
Patricio Pitbull encara Juan Archuleta na abertura do GP dos penas do Bellator

“Um (joelho) já era certo que ia operar e ele (médico) deu mais uma olhada no joelho direito e constatou que vai ter que operar o menisco no joelho direito. Vou operar os dois joelhos”, revelou Marreta ao programa Resenha PVT. Segundo o atleta, com a grave lesão na articulação esquerda ainda no primeiro round, ele colocou todo o peso do corpo do lado direito, o que causou a nova contusão.

Força da mente

Marreta, que lutou por mais de 20 minutos com a principal articulação inferior solta, surpreendeu a todos por conseguir se manter no combate. Segundo o médico, nem a ciência consegue explicar como ele conseguiu tal feito.

“Ele (médico) disse: ‘Não é normal, não. Isso foi a mente dele, eu não tenho  uma explicação científica para isso'”, disse o meio pesado.

Com a lesão, a previsão mais otimista de retorno seria em 10 meses, ou seja, Marreta só voltaria a competir em 2020.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário