A quatro dias de luta pelo cinturão, Frankie Edgar diz: ‘Espero um Max motivado’

Norte-americano acredita que derrota para Dustin Poirier pode fazer com que campeão dos penas lute com mais vontade no duelo deste sábado, pelo UFC 240

F. Edgar em luta pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram @frankieedgar

Um confronto muito aguardado pelos fãs de MMA acontecerá neste sábado (27), pelo UFC 240, em Edmonton, no Canadá. No país, Max Holloway irá realizar mais uma defesa de seu título dos penas (até 65,7kg.), desta vez, contra o experiente Frankie Edgar. Max vem de derrota para Dustin Poirier, ocorrida em abril, quando o havaiano subiu de categoria para tentar conquistar o cinturão interino dos leves (até 70,3kg.). Para Edgar, o revés do adversário pode ter servido como motivação a mais para a luta deste sábado. A declaração foi feita em entrevista recente ao ‘BJPenn.com’.

Veja Também

ONE FC estuda estreia de John Lineker contra Muin Gafurov para outubro, diz site
Após derrotar Rafael dos Anjos, Leon Edwards sobe oito posições no ranking dos meio-médios
Há dois anos sem vencer, Bethe Correia volta ao octógono em setembro contra Sijara Eubanks, diz site

“Cada um é diferente. Cada pessoa lida com a derrota de um jeito diferente. Ele (Holloway) pode ter desconfiado de si mesmo após perder ou pode ter ficado super-motivado. Espero ver um cara motivado”, disse Frankie.

Mesmo reconhecendo o revés de seu rival deste sábado, Edgar fez questão de ressaltar o grande combate promovido por Max e Poirier. Para Frankie, seu oponente desempenhou um grande papel e deu ao público um espetáculo digno de uma disputa de cinturão.

“Foi uma derrota, mas foi um combate fantástico. Ele se saiu tremendamente bem. Ele conseguiu vencer alguns rounds. Se algumas coisas tivessem sido diferentes, ele poderia ter acabado encerrado o embate como vencedor”, elogiou o norte-americano.

Edgar fez questão de citar a diferença entre os estilos entre ele e Poirier, por quem Max foi derrotado. Para Frankie, Holloway irá se deparar com um atleta de alto nível de Wrestling, o que pode ser um fator diferencial no combate, já que Holloway tem comprovado que se sai muito bem contra atletas que lutam em pé.

“Vamos ver. Nós já o vimos (Holloway) enfrentar bons wrestlers no passado, mas acho que serei o melhor que ele já encarou. É algo que sempre utilizo em minhas lutas. Sei que ele se preparou e está esperando minhas quedas”, sugeriu ‘A Resposta’.

Edgar acredita que uma de suas chances de êxito é vencer por finalização. O norte-americano acredita que pode conseguir entrar na mente do havaiano e fazê-lo duvidar de si mesmo durante a peleja.

“Eu vou entrar lá e tentar finalizá-lo. Isso é certo. Ele é um cara resistente, então, vamos ver o que acontece. Pode ser uma luta de cinco rounds ou posso conseguir finalizá-lo antes. O que importa é a vitória. Eu tenho que fazê-lo duvidar de si mesmo. Tenho que fazê-lo se desesperar e eu faço isso como poucas pessoas. Essa é a chave para o triunfo”, finalizou Frankie.

Aos 37 anos, esta pode ser a última oportunidade de Edgar de disputar o título dos penas do Ultimate. O atleta já esteve como desafiante da categoria em duas situações; ambas contra o brasileiro José Aldo e em todas as oportunidades saiu derrotado. O lutador soma em se cartel profissional 30 lutas, 23 triunfos, seis derrotas e um empate.

10 anos mais jovem do que seu oponente, Holloway tentará manter sua hegemonia na divisão e segurar seu título linear, conquistado ao bater o ‘Campeão do Povo’, em 2017. Aos 27 anos, Holloway já atuou profissionalmente em 23 combates, vencendo 20 e sofrendo três reveses. O último, entre os penas, aconteceu contra Conor McGregor há quase seis anos.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário