Apenas duas semanas após bater Pantoja, Deiveson tem nova luta agendada para outubro

Brasileiro enfrenta o experiente norte-americano, Tim Elliott, que não luta há quase dois anos

D. Figueiredo tem luta marcada para outubro. Foto: Reprodução/Instagram @daico_deusdaguerra

O peso galo (até 61,2kg.) Deiveson Figueiredo mostrou que está disposto a realizar os pedidos do Ultimate por uma chance pela disputa de cinturão. Apenas duas semanas depois de ter batido o compatriota Alexandre Pantoja, no UFC 240, o paraense já tem um novo compromisso agendado com a organização. O lutador enfrentará Tim Elliott em 12 de outubro, pelo UFC San Francisco, nos Estados Unidos. A informação foi divulgada pelo ‘Combate’.

Veja Também

Muitos acreditavam que o ótimo duelo entre Deiveson e Pantoja poderia credenciar o vencedor a uma chance de disputar o cinturão, ou até de encarar o atual número um do ranking, Joseph Benavidez, já que o detentor do título, Henry Cejudo, se recupera de uma cirurgia no ombro e só deve retornar ao octógono em 2020. A luta entre os brasileiros que representou a terceira luta do card preliminar e foi eleito o combate da noite pela diretoria do UFC, rendendo aos atletas a premiação de US$50 mil (cerca de R$190 mil), cada.

Figueiredo, no entanto, mesmo após a ótima performance frente a um oponente de elite, foi escalado para atuar contra o atual número seis da divisão. Elliott não realiza um combate profissional desde dezembro de 2017, quando foi superado por Mark De La Rosa por finalização, no UFC 219. O revés marcou a quarta atuação do atleta desde que ele retornou ao Ultimate, em 2016. O atleta já havia feito parte do grupo de lutadores da empresa entre 2012 e 2015.

Em seu retorno ao UFC, em 2016, Tim teve a oportunidade de disputar o cinturão dos galos, mas acabou derrotado pelo lendário Demetrious Johnson. No tempo em que esteve fora do Ultimate, o norte-americano foi campeão do Titan FC.

Deiveson, com seu triunfo sobre Pantoja, retomou a boa fase na carreira. O paraense havia sofrido sua primeira derrota na carreira após ser batido pelo compatriota Jussier Formiga, em março desse ano. Porém, a atuação convincente contra Alexandre, voltou a colocar Figueiredo nos holofotes da categoria.

 

Podcast #034: A volta de Borrachinha ao UFC e a possível aposentadoria de Fedor

Comentários

Deixe um comentário