Mesmo confiante, Liz Carmouche mantém respeito para luta contra Valentina neste sábado

Algoz da campeã das moscas em 2010, norte-americana afirma que os tempos são outros e as duas evoluíram com o passar dos anos; atletas travam luta principal no UFC Montevidéu

L. Carmouche posa com sua equipe. Foto: Reprodução/Instagram @iamgirlrilla

A norte-americana, Liz Carmouche, tentará, neste sábado, pelo UFC Montevidéu, conquistar seu primeiro cinturão desde que integrou o grupo de atletas do Ultimate. Após uma tentativa frustrada, contra Ronda Rousey, pelo título das galos (até 61,2kg.), Liz tenta, agora, bater a campeã Valentina Shevchenko, a quem já venceu em 2010, e conquistar o cinturão das moscas (até 56,7kg.). Em entrevista ao ‘Combate’, a atleta falou sobre sua expectativa para o embate deste final de semana.

Veja Também

Com convite em cima da hora, Gilbert Durinho espera boa vitória neste sábado
Após nova derrota pelo título dos penas, Frankie Edgar desce para o peso galo
Derrotada duas vezes, Shevchenko acredita em trilogia com Amanda Nunes: ‘Vai acontecer’

“Para bater a Valentina, tenho que ser flexível e aproveitar as oportunidades. Uma das coisas que acontece é que as pessoas vão com uma estratégia só, uma única mentalidade, que só podem vencer de um jeito.  Quando isso não funciona, quebra tudo o que têm em mente. Uma das coisas que vou levar é que qualquer oportunidade que surgir, vou aproveitar, e acho que isso vai me ajudar”, disse a desafiante.

Esta será a segunda vez que Carmouche divide um espaço de luta contra Valentina. Em 2010, as atletas se enfrentaram e a norte-americana saiu vencedora por nocaute técnico. Na ocasião, a atual campeã sofreu um corte no rosto e foi impedida pelos juízes de continuar o combate. Carmouche, no entanto, não leva a batalha anterior como fator motivante. Para ela, com o passar dos anos, ambas tiveram a chance de evoluir como atletas e irão travar um combate diferente do ocorrido há quase  10 anos.

“A primeira luta contra Valentina ainda é muito vaga. Eu era muito nova no esporte. Só treinava havia poucos meses. A maior lição que tirei daquela luta não foi necessariamente a experiência de lutar, porque acho que mudamos muito como lutadoras para me apoiar nisso, mas, mais que a organização que lutamos era tão suja que eu deveria, na verdade, lutar contra sua irmã, não com ela”, disse Liz.

Neste sábado, Carmouche terá, pela segunda vez, a oportunidade de se sagrar campeã do Ultimate. Quando atuava pelas galos, a lutadora se credenciou a desafiar a lendária Ronda Rousey, em 2013. Na ocasião, Liz quase surpreendeu a então campeã com um mata-leão. No entanto, após a tentativa frustrada, a atleta acabou finalizada com uma chave de braço ainda no primeiro round.

Atualmente, Liz está com 35 anos e soma em seu cartel profissional 19 combates, com 13 triunfos e seis derrotas.

A campeã, por sua vez, tem 20 combates, com 17 vitórias e três reveses.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments