Aldo rebate Dana e afirma que pode bater peso nos galos: ‘Quando falo, falo sério. Já fiz um teste’

Ex-campeão dos penas voltou a dizer que é capaz de se testar na categoria de bater peso na categoria de baixo e contradiz chefão

J. Aldo em pesagem pelo UFC. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Um dos assuntos mais comentados nos bastidores do UFC na última semana foi o anúncio de José Aldo de que deseja tentar a sorte na divisão dos galos (até 61,2kg.) e encarar o atual campeão da categoria, Henry Cejudo. O presidente do UFC, Dana White, se mostrou interessado em um primeiro momento, mas, em seguida, afirmou que o brasileiro não seria capaz de chegar ao peso limite da categoria. Sabendo da declaração do chefão, o manauara foi às redes sociais e voltou a afirmar seu ímpeto em mudar de ares dentro da categoria, dizendo que já fez um teste para saber de sua capacidade limite de desidratação.

Saiba mais

Agredido por McGregor, vítima quebra silêncio: ‘Não gosto dele. Tem uma má reputação’
Brasileiro vence evento de MMA e doa bolsa para rival em Salvador
Em negociação, presidente do Bellator acredita em acerto com Cyborg: ‘Isso leva um tempo’

“Dana White, quando eu falo alguma coisa, eu estou falando sério. Eu já fiz um teste e eu consigo chegar nesse peso (61,2kg.)”, publicou o lutador.

A desconfiança de White se dá pelo fato de o brasileiro ter um histórico de problemas em cortes de peso quando atuava na divisão dos penas (até 65,7kg.). Embora nunca tenha falhado em seus compromissos, o atleta se desgastava muito até que seu corpo estivesse pronto para atuar dentro do limite estabelecido pela empresa.

Segundo o próprio manauara, as dificuldades eram consequência de ele não se preocupar tanto com a alimentação nos períodos em que não estava em treinamento. O corte, então, se tornava mais complicado à medida que as datas de seus próximos compromissos se aproximavam.

Caso a ideia seja aceita e confirmada pelo Ultimate, o ‘Campeão do Povo’ deverá levar uma vida mais regrada, pois um corte de peso de tamanha intensidade pode ser extremamente perigosa, caso não seja realizada sob a supervisão de profissionais qualificados.

José, que é um dos maiores nomes da história dos penas, realizou seu último compromisso no UFC 237, no Rio de Janeiro, em maio deste ano. Na ocasião, o ‘Rei do Rio’ não fez uma boa apresentação e acabou derrotado por Alexander Volkanovski na decisão unânime dos juízes.

Em seu cartel profissional o manauara de 32 anos soma 33 lutas, 28 vitórias e cinco derrotas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário