Em alta no UFC, Justin Gaethje volta a falar em luta contra McGregor: ‘Depois de Cerrone, vai ser ele’

Norte-americano faz críticas a irlandês por falta de inatividade na carreira e lamenta incidente em que ex-campeão agrediu um senhor no bar

D. Gaethje (foto) volta a falar de C. McGregor. Foto: Reprodução/Instagram @justin_gaethje

O norte-americano Justin Gaethje vem, aos poucos, conquistando seu espaço dentro da categoria dos leves (até 70,3kg.). Com duas vitórias seguidas, o atleta tem um compromisso marcado contra Donald Cerrone, no UFC Vancouver, em novembro. Mesmo com luta marcada, Gaethje não esconde o desejo de poder encarar o polêmico Conor McGregor no futuro. Em entrevista recente ao ‘TMZ Sports’ Justin afirmou que espera dividir o octógono com o irlandês após a peleja com o ‘Cowboy’.

Veja Também

Weili Zhang vive expectativa de se tornar a primeira campeã chinesa do UFC: ‘Ficaria orgulhosa’
Jan Blachowicz afirma ser o único homem capaz de bater Jon Jones e pede luta por cinturão
Elizeu Capoeira mostra ansiedade para duelo deste sábado: ‘Doido para sair na porrada’

“Eu sinto que um dia vamos lutar. Provavelmente depois do ‘Cowboy’ (Donald Cerrone). O vencedor desse duelo, desde que seja uma boa luta. Se ele (Conor) está voltando, ele tem que enfrentar alguém como eu ou como ‘Cowboy’. Não vai ser alguém como Tony (Ferguson). Poderia ser o perdedor da luta entre Khabib (Nuermagomedov) e (Dustin) Poirier, mas eu duvido que ele queira fazer isso”, declarou Justin.

Gaethje aproveitou para criticar o fato de Conor ser o terceiro do ranking dos leves mesmo sem se apresentar há quase um ano. A última vez em que McGregor subiu no octógono foi em outubro do ano passado, em sua derrota para Khabib na disputa do cinturão da categoria.

“Ele não luta há dois anos e meio (10 meses), mas ele precisa lutar e estamos falando sobre isso. Ele é o que mais chama a atenção, ele é o maior astro do esporte, ele nem sequer está lutando e continua sendo o maior astro”, desabafou o norte-americano.

Conor se tornou o campeão da divisão quando bateu Eddie Alvares, em 2016. No entanto, o atleta teve seu título retirado por conta de sua baixa atividade dentro do esporte. O irlandês não chegou a realizar nenhuma defesa de cinturão; nem quando foi o número um dos penas (até 65,7kg.) e tão pouco entre os leves.

Gaethje, então, voltou a afirmar a vontade de trocar forças contra o polêmico Conor. Além do desejo pessoal, Justin também relatou sua indignação pelo fato de McGregor ter sido flagrado agredindo um senhor em um bar em vídeo divulgado há algumas semanas.

“Então, é claro que eu quero acabar com ele. Eu o vejo esmurrando um velho, e eu quero esmurrá-lo por isso? Claro que sim. Eu quero arrebentar aquele cara”, finalizou Justin.

Gaethje vem de dois triunfos consecutivos na organização. Em sua última apresentação, o norte-americano surpreendeu o perigoso Edson Barboza e venceu por nocaute, em março, pelo UFC Filadélfia. Em 22 confrontos profissionais, o norte-americano foi derrotado em apenas duas ocasiões. Atualmente, Justin é o quinto no ranking dos leves.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments