Após estreia na luta livre, Velasquez fala sobre retorno ao MMA: ‘Tenho lenha para queimar’

Ex-campeão dos pesados afirma desejo de voltar ao UFC, mas, por ora, mantém foto na outra modalidade

C. Velasquez em preparação para luta. Foto: Reprodução/Facebook ufcbrasil

O ex-campeão dos pesados (até 120,2kg.), Cain Velasquez revelou que tem planos de voltar a atuar nas artes marciais mistas. O lutador, que recentemente estrou na luta livre mexicana, contou seu desejo de retornar ao UFC. Os planos para o momento, no entanto, são os de continuar participando do atual esporte. A declaração foi feita em entrevista recente ao ‘MMA Junkie’.

Veja Também

Cyborg não descarta uma revanche com Amanda no futuro: ‘Talvez em outra organização’
Caso vença neste sábado, Jéssica Andrade quer enfrentar Shevchenko: ‘Quero me testar’
Antônio Pezão e Gabriel Napão se enfrentam em evento de boxe sem luvas, em outubro

“Sempre gostei muito do MMA, desde que comecei a fazê-lo, até agora. Eu ainda estou treinando e ainda amo, então não tenho certeza se já terminei”, disse Cain.

O peso pesado, no entanto, ressaltou que se entregou à luta livre de tal forma, que acabou, também, se apaixonando pela nova modalidade.

“Eu ainda adoro MMA, mas luta livre profissional é algo que eu também adoro. Atingiu-me de surpresa e não tinha a certeza se iria gostar ou se poderia mesmo fazê-lo no início. Estou me tornando um natural para o esporte. Eu amo o lado de atuação, o entretenimento. Eu posso fazer coisas que são físicas, então também parece lega”, contou o ex-campeão.

Cain é considerado um dos melhores pesados do Ultimate de todos os tempos. Ele foi campeão entre os anos de 2010 e 2011, e 2012 e 2015. As sequentes lesões no joelho frearam a carreira do norte-americano, que hoje está com 37.

O atleta permaneceu sem subir no octógono de julho de 2016 até fevereiro deste ano. Em seu retorno, no entanto, Cain teve uma decepção enorme, ao ser surpreendido pelo gigante Francis Ngannou e acabar nocauteado com apenas 26 segundos de combate.

A derrota colocou em dúvida se os fãs do lutador voltariam a vê-lo calçando as luvas do UFC, ainda mais quando o atleta anunciou sua participação na luta livre profissional, assim como fez Ronda Rousey. Velasquez, porém, mostra sinais que pode, de fato, voltar a atuar no MMA.

“Eu planejo voltar para a luta também, mas, neste momento, estou me divertindo muito fazendo este wrestling profissional. Eu mal posso esperar para me apresentar novamente e tentar ser um dos melhores caras”, falou o lutador.

Velasquez justifica a preferência atual por atuar na luta livre pelo fato de, apesar de ser um esporte de contato, não há risco iminente de lesões sérias como acontece nas artes marciais mistas. O atleta, então, pode performar de forma mais segura e manter a integridade física.

“No wrestling profissional, sou capaz de trabalhar bem e isso não me coloca em perigo. Lutar vai colocar o meu corpo em perigo, colocar os joelhos em risco e tudo o mais. É apenas força total com socos, chutes, rebatidas e tudo o mais. Seu adversário está trabalhando contra você e não sabemos o que eles vão fazer também”, finalizou o ex-campeão.

Em seu cartel profissional, Cain já disputou 17 lutas, vencendo 14 e perdendo em três ocasiões.

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments