Na semana da luta, Poirier diz: ‘Se vencer Khabib, serei o melhor peso leve da história’

Norte-americano mostra confiança para duelo deste sábado e acredita ter talento necessário para tirar invencibilidade de russo

D. Poirier conquista cinturão dos leves. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

Os entusiastas de MMA estão ansiosos para acompanhar, neste sábado (7), pelo UFC 242, o retorno de Khabib Nurmagomedov ao octógono. O russo enfrentará o campeão interino, Dustin Poirier, em combate válido pela unificação do cinturão dos leves (até 70,3kg.). Ciente da responsabilidade de enfrentar um dos atletas mais dominantes da atualidade, Dustin acredita ter os recursos necessários para fazer história. Em entrevista recente ao ‘MMA Fighting’ o atleta falou sobre a expectativa de poder vencer um dos melhores do mundo.

Veja Também

Após título do BRAVE, Predador sonha alto: ‘Quero ser tricampeão’
Jéssica Bate-Estaca mira em revanche contra Weili Zhang: ‘Pode ser até na China’
Cleiton Predador finaliza Luan Miau e é coroado campeão do BRAVE; Matheus Nicolau vence mais uma

“É gigante. É história. Quando eu for lá e vencer Khabib (Nurmagomedov), não haverá dúvidas de que eu sou o melhor peso leve do UFC. É uma questão de eu ser o melhor peso leve da história das artes marciais mistas”, afirmou o lutador.

Poirier conseguiu, no entanto, justificar sua teoria se baseando nos seus feitos recentes. Segundo o norte-americano, ter batido grandes atletas do Ultimate em seus últimos compromisso elevam a importância de seu duelo contra o russo e promovem seu desafio a um nível extremamente alto.

Max Holloway, Anthony Pettis, Eddie Alvarez, Khabib Nurmagomedov. Vencendo todos esses caras em sequências em lutas principais, um a um, essa é a melhor caminhada da história dos leves”, confirmou Poirier.

O atleta ainda esqueceu de listar sua vitória sobre Justin Gaethje, que aconteceu em abril de 2018, por nocaute. Justin vem crescendo cada vez mais na divisão e pode ser um potencial desafiante ao título no futuro.

Sobre a expectativa de se tornar o mais novo campeão, Dustin mostra bastante empolgação e acredita que o melhor de sua carreira ainda está para chegar. O lutador pensa em construir um verdadeiro reino em sua divisão em que ele será o homem a ser batido.

“Será o início de um reinado. Esta será a luta que me dará o cinturão. Mas, por outro lado, será o combate que colocará meu nome na história para sempre. Porque, com esta vitória, eu serei parte dos melhores das artes marciais”, disse o desafiante, que ainda falou sobre a expectativa em relação ao futuro como o novo número um. “Eu estou com 30 anos e ainda sinto que minhas melhores lutas estão para chegar. Eu estou chegando na minha melhor forma. Este é o começo do reinado do ‘Diamante”, finalizou o atleta.

Aos 30 anos, Poirier soma 30 combates em sua carreira, com 25 triunfos, quatro reveses e um combate sem resultado.

Khabib, por sua vez, está invicto há 27 combates.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments