Vindo de derrota, Cigano afirma que gostaria de enfrentar Cormier: ‘Adoraria fazer essa luta’

Entre Miocic, Volkov e Werdum, brasileiro elogia ex-campeão e diz que poderia enfrentá-lo, caso Ultimate desejasse

J. Cigano em pesagem do UFC. Foto: Reprodução/YouTube SevereMMA

Embora não esteja na melhor fase da carreira, Júnior Cigano continua esbanjando confiança. Após recente nocaute para Francis Ngannou, o brasileiro segue à espera de seu próximo compromisso pela organização para que possa retomar sua caminhada rumo a uma nova disputa de cinturão no futuro. Em entrevista ao ‘Combate’, o ex-campeão dos pesados (até 120,2kg.) listou alguns possíveis nomes para dividir o octógono. Entre eles, o de Daniel Cormier, a quem trata com respeito e afirma desejo de enfrentar.

Veja Também

Na semana da luta, Poirier diz: ‘Se vencer Khabib, serei o melhor peso leve da história’
Após título do BRAVE, Predador sonha alto: ‘Quero ser tricampeão’
Jéssica Bate-Estaca mira em revanche contra Weili Zhang: ‘Pode ser até na China’

“Eu acho o (Daniel) Cormier um cara duríssimo. Luta ruim para qualquer um, mas, para mim, seria uma grande luta para fazer. Adoraria fazer essa luta. Quando eu lutei com o (Cain) Velásquez, ele (Daniel) falou um bocado de besteira naquela época. Ou seja, acho que faria até sentido uma luta dessas. Vamos ver aí. Se eles realmente fecharem essa luta com o Volkov, não sei, vamos ver o que vai acontecer no futuro, mas é uma luta que eu acho que agradaria bastante o público”, disse Cigano.

Júnior também confirmou a vontade de encarar Stipe Miocic pela terceira vez. O brasileiro e o norte-americano têm uma história no passado. Os dois já se enfrentaram em duas situações, com uma vitória para cada. A primeira delas aconteceu em 2014, quando o catarinense derrotou Stipe na decisão unânime dos juízes. Na última, em 2017, com resultado oposto, Júnior acabou sucumbindo à força do rival e foi derrotado por nocaute logo no primeiro round.

Antes de tentar uma nova chance contra Miocic, Cigano, no entanto, tem um alvo fixo: Francis Ngannou, para quem Júnior sofreu um nocaute brutal em seu último compromisso.

“Meu objetivo principal, agora, é ter uma revanche com o (Francis) Ngannou o mais rápido que puder, e, depois, uma terceira luta com o (Stipe) Miocic”, declarou o atleta.

Atualmente, Cigano está com 35 anos e é um dos participantes da tradicional ‘Dança dos Famosos’, versão brasileira do ‘Dancing With the Stars’. O atleta tem um acordo verbal para enfrentar Alexander Volkov na luta principal do UFC Moscou, que acontece em 9 de novembro, na Rússia. O UFC, no entanto, ainda não confirmou o embate.

O catarinense soma em seu cartel profissional 27 lutas, com 21 triunfos em seis derrotas.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário