Treinador brasileiro de Zhang não se diz surpreso com vitória de pupila: ‘Surpreendeu a muitos, mas, nós, não’

Pedro Jordão, professor da nova campeã das palhas relata confiança de equipe em vitória de chinesa, que era pouco conhecida no mundo, e agora é uma estrela do MMA

W. Zhang (esq.) com P. Jordão (dir.) após UFC Shenzhen. Foto: Reprodução/Instagram @pedrojordaobjj

Apenas 42 segundos foram necessários para que os entusiastas das artes marciais mistas aprendessem a escrever e pronunciar o nome da nova campeã das palhas (até 52.1kg.), Weili Zhang. O alvo a ser batido para atingir o estrelato foi justamente uma brasileira: Jéssica Andrade, que ostentava o cinturão da divisão até o UFC Shenzhen, realizado no último sábado (31). Embora o triunfo da chinesa tenha impressionado parte dos fãs de MMA, a equipe de Zhang não ficou surpresa. Um dos treinadores da atleta, o brasileiro Pedro Jordão disse ao ‘MMA Fighting’ a vitória era prevista pela comissão técnica.

Veja Também

Sem papas na língua, Covington volta a provocar Usman: ‘Vou aleijar aquele cara”
Dana White garante ‘Hall da Fama’ para Amanda Nunes no futuro: ‘É a melhor do mundo’
Weili Zhang brinca sobre Cejudo desafiar mulheres: ‘Mal posso esperar para te ver usando o uniforme feminino’

“É algo incomum, mas uma série de fatores a ajudaram (Weili). Sua longa sequência de vitórias (19) com tantos triunfos no primeiro round (11) definitivamente a ajudaram. O fato de ela estar sempre enfrentando adversárias de outros países também. Foi surpresa para muitas pessoas, mas não para a gente”, disse o treinador de jiu-jitsu de Zhang.

Jordão também analisou o momento em que percebeu que sua atleta sairia com a vitória. Logo no início, o treinador viu Weili conectar um bom golpe de encontro no rosto de Jéssica e notou que a brasileira ficou nervosa e continuou a ir para cima. Para o episódio, Pedro lembrou do duelo entre Amanda Nunes e Cris Cyborg, em que a curitibana foi surpreendida por um nocaute após permanecer caminhando para frente mesmo estando no prejuízo.

“Zhang é uma fera. Eu pensei que (Jéssica) Andrade fosse ter trabalho se decidisse entrar para a luta franca, mas eu fiquei surpreso que ela fez isso tão cedo. Eu acho que ela tomou um golpe e ficou furiosa, assim como Cyborg contra Amanda. Ao invés de recuar um pouco, ela continuou indo para cima.

O treinador da chinesa ainda comentou sobre o futuro da pupila dentro da organização. Com os pés no chão, Jordão afirma que, quando se fecha a porta do octógono, todos os atletas têm uma chance de saírem com a vitória, mas, no entanto, aposta todas as suas fichas em Zhang para seus compromissos futuros.

“Ela tem potencial e talento para derrotar qualquer garota no top 10. Uma luta é uma luta. Quando a porta se fecha, é uma competição e a melhor vai vencer, mas ela tem qualidade para bater todas as oponentes. Se eu tiver que apostar, apostaria nela contra qualquer pessoa”, disse Pedro.

Com a vitória sobre a paranaense, a paranaense ampliou sua sequência de vitórias consecutivas para 20. A lutadora foi derrotada apenas uma vez na carreira, em 2013, justamente em sua estreia.

Zhang estreou pelo UFC em agosto de 2018 e, pouco mais de um ano, a lutadora de 30 anos já ostenta um cinturão da empresa. Além do cinturão, Weili se tornou a primeira atleta da China a ser campeã do UFC na história.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments