Edson Barboza está confiante em boa vitória sobre Paul Felder neste sábado: ‘Posso vencer qualquer um’

Atleta quer apagar derrota para Justin Gaethje, em março, e voltar a sonhar com o topo da divisão dos leves; brasileiro faz a luta co-principal do UFC 242

E. Barboza (foto) vence Hooker. Foto: Reprodução/Twitter @ufc_brasil

O brasileiro Edson Barboza está confiante em um bom resultado na luta co-principal do UFC 242, que acontece neste sábado (7), em Abu Dhabi. Do duelo, o atleta enfrentará um antigo conhecido, Paul Felder, a quem derrotou em 2015. Para o compromisso, o lutador garantiu estar muito bem treinado e espera um triunfo para voltar aos holofotes da categoria dos leves (até 70,3kg.). O friburguense falou sobre o assunto com o ‘BJPenn.com’ em entrevista recente.

Veja Também

Treinador de ‘Bate-Estaca’ quer atleta de volta em dezembro e sugere luta contra Nina Ansaroff
Khabib afirma que não pensa em tentar título em outra categoria: ‘Isso não faz de você uma lenda’
Borrachinha passa por cirurgia no braço e afirma que lutou lesionado contra Romero

“Eu posso vencer qualquer um no mundo em qualquer dia. Eu treinei muito para esta luta. Eu sei que, se eu vencer esta luta, isso me coloca mais perto do topo. Meu objetivo é conquistar o cinturão e uma vitória aqui me deixa na direção certa”, disse Barboza.

O brasileiro, no entanto, reclamou que os atletas da elite no ranking não querem enfrentá-lo. O atleta, hoje, ocupa a sétima posição no ranking e encontra dificuldades em encontrar adversários de nível para competir.

“Se você vê nos rankings, na maioria das vezes, eu tenho que lutar com os caras de trás. Os caras na minha frente não querem lutar comigo, e essa é a verdade. Eu chamo caras na minha frente, mas eles nunca querem lutar. Se eu ganhar, há apenas seis caras na minha frente”, afirmou o brasileiro.

Barboza, no entanto, sabe que precisa vencer para retomar a boa fase na carreira. Em suas últimas cinco pelejas, o competidor saiu vencedor em apenas duas. Em seu compromisso passado, o atleta foi nocauteado por Justin Gaethje na luta principal do UFC Filadélfia, em março.

Sobre o confronto contra Paul, 10º do ranking, o friburguense mostra que mantém os pés no chão e não se deixa levar pelo bom resultado obtido há quatro anos.

“Nós dois somos atletas diferentes agora. Eu estou focado apenas em mim. Se eu fizer meu melhor, vou sair com a vitória”, disse Edson.

Aos 33 anos, Barboza soma 27 lutas em seu cartel profissional. O atleta conquistou 20 triunfos e sofreu sete reveses; um deles para o atual campeão da divisão, Khabib Nurmagomedov, que trava o embate principal do evento deste final de semana.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments