Cyborg dá adeus ao UFC e confirma nova casa: ‘Vou lutar pelo Bellator’

Scott Coker, presidente da concorrente do Ultimate publica vídeo em que curitibana afirma ser a mais nova contratação da empresa

C. Cyborg assina contrato com o Bellator. Foto: Reprodução/Twitter @ ufc_brasil

Fim do mistério. Cris Cyborg finalmente confirmou para onde irá levar seu talento nos próximos anos. A atleta será mais uma das atletas do Bellator, uma das maiores empresas de MMA do mundo. A informação foi confirmada após uma publicação de um vídeo no Twitter oficial do presidente da organização, Scott Coker, na tarde desta terça-feira (3). Nas imagens, a própria Cris dá a boa notícia aos fãs das artes marciais mistas.

Veja Também

Edson Barboza está confiante em boa vitória sobre Paul Felder neste sábado: ‘Posso vencer qualquer um’
Treinador de ‘Bate-Estaca’ quer atleta de volta em dezembro e sugere luta contra Nina Ansaroff
Khabib afirma que não pensa em tentar título em outra categoria: ‘Isso não faz de você uma lenda’

“Estou orgulhoso de anunciar que o Bellator assinou, com Cyborg, o maior contrato na história do MMA feminino. Bem-vinda à família”, publicou o chefão.

Após a legenda, Cyborg surge em um vídeo em que anuncia seu orgulho em ser a mais nova contratada da nova companhia. A atleta, também, relata a grande quantidade de lutadoras na categoria das penas (até 65,7kg.), algo que era escasso no UFC.

“Estou muito animada para anunciar que eu fechei negócio com Scott Coker & Viacom e vou lutar pelo Bellator. Vocês sabem que eles têm muitas pesos penas e isso significa que eu terei muitas luta por ano. Eu estou muito feliz por isso. Meu diferencial é que serei a única combatente a ostentar quatro cinturões de organizações diferentes na mesma divisão (Strikeforce, Invicta FC, UFC e, caso conquiste a cinta, o Bellator)”, declarou a curitibana.

Durou pouco mais de um mês, a espera para que Cyborg decidisse de qual organização seriam as próximas luvas que iria calçar. Desde que Cris realizou seu último combate pelo Ultimate, em julho, pelo UFC 240, a atleta entrou em conflito com Dana White e as partes optarem por não renovarem o contrato. Desta forma, a brasileira ficou livre no mercado para assinar com qualquer outra empresa.

Houve rumores de uma possível ida da curitibana para o PFL, mas, no entanto, o Bellator foi a organização escolhida por Cyborg.

Na nova casa, Cris já tem uma rival. Para ser campeã da companhia, como se imagina, a lutadora terá de bater a canadense, Julia Budd, que ostenta a cinta desde março de 2017. A atleta de 36 anos tem 13 triunfos e duas derrotas no currículo.

Cyborg, de 34, soma 23 combates, com 20 vitórias, duas derrotas e um duelo sem resultado. A brasileira chega à nova companhia vinda de vitória sobre a ex-campeã do Invicta FC, Felicia Spencer.

Veja o vídeo do anúncio

 

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário