Ferguson elimina chance de enfrentar McGregor no momento: ‘Não sou reboque de ninguém!’

Ex-campeão interino dos leves afirma que série invicta o coloca na condição de disputar o título e não enfrentar Conor, que não luta há quase um ano

T. Ferguson (foto) elimina chance de lutar contra C.McGregor. Foto:Reprodução/YouTube UFC

A moral de Conor McGregor já não é a mesma de outros tempos, pelo menos para Tony Ferguson. Mesmo sendo famoso por estar envolvido em lutas com cifras milionárias, um combate com o irlandês não chama a atenção do norte-americano no momento. Para ‘El Cucuy’, seu foco, agora, é disputar o cinturão da categoria e não ‘rebocar’ atletas, segundo as próprias palavras. A declaração foi feita em entrevista recente ao ‘Ariel Helwani’s MMA Show’.

Saiba mais

Demian Maia e Ben Askren fazem primeira encarada antes do UFC Cingapura
Cyborg estreia no Bellator em luta pelo cinturão, diz presidente
Dominick Cruz responde às provocações de Cejudo: ‘No MMA, ainda está verde’

“Primeiro de tudo, não sou reboque para ninguém. Eu tenho 12 lutas vitórias. Que se lixe isso. O assunto já veio à tona uma vez, eu estava meio interessado, mas, no final do dia, eu não estou aqui para rebocá-lo. Eu tenho um cinturão (tinha um título interino). Ganhei 12 vezes seguidas. A próxima luta que eu tenho é pela cinta”, disparou Ferguson.

Enquanto Conor se mantém fora do octógono, à espera de algum grande adversário, Tony realizou seu retorno ao MMA após resolver problemas físicos e pessoais. O norte-americano conquistou o direito de se tornar o próximo desafiante ao título dos leves quando bateu o compatriota Donald Cerrone em um emocionante combate no UFC 238, em junho. Ferguson enfrentará o vencedor entre Khabib e Poirier, que se encontram neste sábado (7), pelo UFC 242.

O trinfo não só deu a ‘El Cucuy’ a chance de buscar o título absoluto da categoria, mas também ampliou o número de vitórias consecutivas para 12. Seu último triunfo havia sido no ano passado, quando derrotou o ex-número um da divisão, Anthony Pettis.

O atleta ainda aproveitou para fazer críticas à inatividade do irlandês, que permanece em terceiro lugar no ranking da categoria, mas, no entanto, não realiza combates oficiais com frequência.

“No início, ele estava ali, tentando o cinturão, mas, uma vez que ele se tornou irrelevante, eu parei de me importar com aquele cara. Agora, ele está mencionando meu nome? Sai fora”, comentou o lutador.

McGregor não luta desde que foi derrotado por Khabib Nurmagomedov na disputa pelo título dos leves, em outubro do ano passado. Antes disso, o lutador havia ficado longe do MMA por quase dois anos.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário