Davi Ramos aposta em vitória sobre Islam Makhachev neste sábado: ‘Nunca enfrentou alguém como eu’

Brasileiro enfrenta russo no card principal e espera triunfo para entrar no top 15 da divisão dos leves

D. Ramos em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

O UFC 242, que acontece neste sábado (7), em Abu Dhabi, trará consigo uma boa oportunidade para o brasileiro Davi Ramos entrar de vez na elite da divisão dos leves (até 70,3kg.). O lutador irá enfrentar o russo Iran Makhachev (15º) e precisa do triunfo para continuar sua caminhada rumo à uma futura disputa de cinturão. Em entrevista ao ‘MMA Fighting’ o atleta falou sobre a expectativa para o combate.

Veja Também

Técnico de Bate-Estaca explica derrota de pupila: ‘Quis provar a críticos que estavam errados’
Dana fala sobre nova luta de Nate Diaz: ‘Talvez não o vejamos pelos próximos três anos’
Após briga na rua, Dana White aposenta BJ Penn no UFC: ‘Não luta mais aqui’

“Ele nunca lutou com um cara como eu. Ele enfrentou bons caras. Conseguiu nocautear um bom brasileiro (Gleison Tibau, em 2018), mas nunca encarou alguém como eu. Vamos ver o que vai acontecer lá”, disse o brasileiro.

Conhecido por seu ótimo Wrestling, Islam pode ficar receoso de usar uma das principais armas contra Ramos. O carioca é conhecido pelo seu jiu-jitsu de excelência, além de ser campeão mundial do ADCC, famoso torneio da modalidade que o corre em Abu Dhabi, mesmo local em que será realizado o evento deste final de semana. Davi, então, torce para que o russo faça uso de sua principal arma, para que possa lutar no chão e conseguir uma possível finalização.

“Com certeza quer que ele me leve para o chão. Essa é a minha casa. Eu acho que ele vá tentar isso. Acho que ele vai lutar em pé, mas, vamos ver. Eu me preparei para tudo. Me preparei para ser campeão. Não vim aqui apenas para mostrar meu jiu-jitsu”, disse o carioca.

O atleta, no entanto, elogiou o trabalho de chão de seu oponente, mas garantiu que as habilidades de Makhachev não podem superar as dele.

“Ele é ótimo no chão, mas ele não pode me vencer. Quero dizer, eu venho fazendo isso (jiu-jitsu) desde que tenho 11 anos de idade. Ok, tudo é possível. Uma luta é uma luta. São duas pessoas lá, muito preparadas, mas não acho que ele conseguiria me vencer no chão”, finalizou o lutador.

Davi Ramos, de 32 anos, estreou no UFC em março de 2017, quando foi finalizado pelo compatriota Serginho Moraes. Após o incidente, o lutador atuou em mais quatro oportunidades, vencendo em todas. Em sua última apresentação, o carioca bateu Austin Hubbard, em maio deste ano.

O oponente do brasileiro, Islam, de 27, é considerado uma das promessas para o futuro do Ultimate. O russo, hoje, soma 18 combates, com 17 triunfos e um revés. Seu único resultado negativo foi quando Adriano Martins o superou, em outubro de 2015.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments