Dana confirma cinturão de ‘Filho da Mãe Mais Duro do Jogo’ a vencedor entre Nate e Masvidal

Ultimate quebra tradição de casar disputa de cinturão em eventos numerados e cria título simbólico para meio-médios no UFC 244

J. Masvidal (esq.) enfrenta N. Diaz (dir.) por título simbólico no UFC 244. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

A diretoria do Ultimate decidiu sair dos padrões. Após descartar a disputa de cinturão entre Kamaru Usman e Colby Covington na luta principal do UFC 244, por não conseguir entrar em acordo com os atletas, a empresa decidiu escalar Nate Diaz e Jorge Masvidal como estrelas principais do evento, que acontece em Nova York, em 2 de novembro. Por se tratar de dois grandes nomes da atualidade nas artes marciais mistas, a companhia decidiu, então, criar um cinturão simbólico de ‘Filho da Mãe Mais Duro do Jogo’ e premiar o vencedor do combate. A informação foi divulgada por White em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Veja Também

Equipe de Edson Barboza entra com recurso para anular derrota para Paul Felder no UFC 242
Justin Gaethje detona McGregor após irlandês desafiar Khabib: ‘Você perdeu tudo. É um lixo’
Jones explica por que torceu por Poirier no UFC 242: ‘Não gosto dos parceiros de Cormier’

“Essa luta é uma daquelas que acabou tomando vida sozinha. Nate (Diaz) disse em entrevista após bater Anthony Pettis (UFC 241) que esse é um combate para ver que é o ‘Filho da Mãe Mais Duro do Jogo’. Ele disse: ‘Isso é o que esse duelo vale’. Então, eu disse: ‘Então, tudo bem. Estou dentro”, afirmou Dana.

Há de se deixar claro que Jorge e Nate, mesmo fazendo parte da elite atual da categoria dos meio-médios (até 77kg.), não subirão ao octógono para a disputa de um cinturão interino da divisão, nem algo do gênero. O que está em disputa é um título simbólico criado pelos próprios lutadores para promover o combate.

Ainda, segundo o mandatário, o cinturão criado não será defendido pelo vencedor posteriormente. Ele será premiado com exclusividade para o evento de novembro.

“Não (será defendido). Acontecerá uma vez e acabou. Quem vencer, ganha o cinturão e pode comemorar o título”, confirmou o ‘chefão’.

A diretoria tentou de todas as formas garantir que o evento de Nova York fosse protagonizado por Covington e Usman. No entanto, a negociação esbarrou nos valores oferecidos aos atletas. Não se sabe ao certo se a negação foi por parte do nigeriano ou do norte-americano.

Nate Diaz retornou ao Ultimate após três anos afastado do MMA. O atleta impressionou ao dominar o ex-campeão dos leves, Anthony Pettis, na luta co-principal do UFC 241. Na ocasião, o atleta calou os críticos e provou que o tempo afastado não influenciou em seu ritmo de combate.

Masvidal vem em uma crescente ainda maior do que a de seu próximo rival. O norte-americano, que foi responsável por emplacar o nocaute mais rápido da história do Ultimate (5 segundos) ao eliminar Ben Askren em duelo válido pelo UFC 239, vem de duas vitórias consecutivas e, atualmente, figura na terceira posição no ranking do meio-médios.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário