Pai de Khabib confirma aposentadoria de filho após mais dois combates: ’30 lutas está bom’

Abdulmanap Nurmagomedov diz que campeão dos leves não deve atuar por muitos anos e que considera invencibilidade um ótimo legado

K. Nurmagomedov (esq.) e seu pai, A. Nurmagomedov (dir.). Foto: Reprodução/Instagram @khabib_nurmagomedov

No que depender do pai de Khabib, Abdulmanap Nurmagomedov, seu filho não será visto por muito tempo calçando as luvas do UFC ou de nenhuma outra organização. Segundo Abdulmanap, que também é um dos treinadores do russo, 30 combates são suficientes para garantirem à ‘Águia’ um legado digno. O técnico fez a declaração em entrevista recente ao canal russo ‘TASS’.

Saiba mais

Stefan Struve explica decisão de voltar a lutar após anunciar aposentadoria: ‘Precisava descansar’
Fábio Maldonado estreia no RIZIN contra campeão da empresa, em outubro
Caso vença Cerrone, Gaethje só vê dois caminhos para o futuro: ‘Vencedor de Khabib e Tony ou McGregor’

“Para Khabib, 30 (lutas) são suficientes”, disse o pai.

Após bater Dustin Poirier no último sábado (7), em duelo válido pela unificação do título dos leves (até 70,3kg.), Khabib completou sua 28ª luta na carreira o que, baseando-se na declaração do pai, conferiria apenas mais dois combates profissionais na vida do atleta nas artes marciais mistas.

Abdulmanap, que cuida da carreira do filho desde criança, afirmou, inclusive, o lugar em que gostaria que Khabib realizasse sua última apresentação.

“Levando em consideração sua última apresentação, é claro que eu queria que ele fizesse sua última defesa de cinturão em Moscou (Rússia)”.

O atual campeão dos leves iniciou sua carreira em 2008, quando bateu Vusal Bayramov por finalização no primeiro round, em duelo realizado na Ucrânia. Quase 11 anos depois, o lutador já realizou 27 duelos, vencendo em todas as oportunidades.

Sua estreia pelo Ultimate aconteceu em janeiro de 2012. Na ocasião, Nurmagomedov conseguiu uma finalização contra Kamal Shalorus, no terceiro round. Desde então, foram 11 apresentações. O cinturão de Khabib foi conquistado em abril de 2018, quando o lutador, em disputa com Al Iaquinta, se sagrou campeão do título que estava vago.

O ‘Águia’ ainda não tem seu novo compromisso marcado. Após sua vitória sobre Poirier, russo afirmou que pretende descansar, mas já sinalizou que pretende dar a Tony Ferguson a chance de lutar pelo cinturão. Ao que tudo indica, o combate acontecerá no ano que vem.

Existe, também, a possibilidade de que o UFC realize um dos desejos de Khabib, que é enfrentar o ex-campeão de duas divisões, Georges St-Pierre em um combate na categoria dos leves. Os atletas já sinalizaram o desejo de realizar a peleja e, agora, cabe à diretoria do Ultimate encaminhar as negociações.

 

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário