Volkanovski sobre luta contra Holloway: ‘Vou vencer. Se quiserem a revanche, vou dar a ele’

Australiano mostra respeito por legado de Max, no entanto, garante a certeza do triunfo e se diz pronto para mostrar que é o melhor

A. Volkanovski (foto) confiante em vitória contra M. Holloway no UFC 245. Foto: Reprodução/Instagram @alexvolkanovski

O Ultimate recentemente anunciou que Alexander Volkanovski será o próximo peso pena (até65,7kg.) a tentar tomar o cinturão de Max Holloway. O combate foi inserido no card do UFC 245, que acontece em 14 de dezembro, em Las Vegas. Com apenas uma derrota na carreira, o australiano precisou de sete triunfos na empresa para se confirmar como desafiante ao cinturão. Volkanovski, por sua vez, admitiu em entrevista ao ‘EMG Access’, que tem muito respeito de Holloway e, apesar de ter certeza da vitória, já está aberto a uma revanche contra o norte-americano.

Veja Também

Campeã mundial de boxe, Claressa Shields está próxima de migrar para o MMA e quer encarar Amanda Nunes
Rivais confessos, Dana White afirma que teria vencido Tito Ortiz em luta de boxe: ‘Eu o destruiria’
Poirier se oferece para enfrentar Ferguson em dezembro: ‘Se Khabib não conseguir, eu consigo’

“As pessoas podem dizer o que quiserem. Ele (Max) tem sido um grande campeão. Se ele quiser uma revanche, já estou prevendo isso. Sei que vou vencer. Vou pegar o cinturão. Se eles querem uma revanche, eu vou fazer isso. Vou vencê-lo de novo e provar que sou o melhor do mundo. Depois disso, os outros podem vir”, disse Alexander.

Volkanovski estreou pelo Ultimate em novembro de 2016. Desde então, o atleta, que sofreu sua primeira derrota na carreira em 2013, quando ainda lutava pelo AFC (Austrália Fighting Championship, nunca foi derrotado.

A fama do australiano se garantiu quando o lutador topou enfrentar o brasileiro José Aldo no Rio de Janeiro, em uma das lutas do card principal do UFC 237. Na ocasião, Alexander conseguiu anular o jogo do ‘Campeão do Povo’ como em poucas vezes foi visto. No resultado final, o manauara acabou derrotado na decisão unânime dos juízes, o que garantiu que o australiano saltasse para a primeira posição no ranking da categoria e pudesse desafiar Holloway ao título mundial.

Max ostenta a cinta da divisão desde que bateu o próprio Aldo por nocaute na luta principal do UFC 212, em 2017. O manauara teve a chance de recuperar seu título, mas acabou derrotado novamente em revanche no mesmo ano. Desde então, o norte-americano realizou duas defesas de cinturão e ainda conquistou a chance de disputar o cinturão interino dos leves (até 70,3kg.), válido para suprir a ausência de Khabib Nurmagomedov, que estava suspenso após a confusão causada depois de sua luta contra Conor McGregor, em outubro do ano passado.

Na categoria de cima, Holloway não teve tanto sucesso e acabou derrotado por Dustin Poirier em um combate emocionante, representando a luta principal do UFC 236, em abril deste ano. Após o episódio, Max retornou à sua divisão para defender seu título linear contra Frank Edgar e voltou a vencer.

Para o combate de novembro, Alexander colocará em jogo uma invencibilidade que já dura 17 confrontos. A sequência de triunfos garante a Volkanovski uma segurança para combater um atleta de alto nível como Max.

“Vou mostrar ao mundo que eu sou o melhor peso pena. Sou o melhor pena do mundo e vou mostrar isso em 14 de dezembro,” finalizou o australiano.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments