Cormier confirma revanche contra Miocic e garante: ‘Vencendo ou perdendo, será a última’

Ex-campeão dos pesados afirma que vai subir ao octógono para tentar recuperar seu título, perdido em agosto; especula-se que combate pode ocorrer no UFC 245, em dezembro

S. Miocic (Esq.) e D. Cormier (Dir.) devem voltar a se enfrentar. Foto: Reprodução/Instagram @dc_mma

Pouco mais de um mês. Este foi o tempo necessário para que o ex-campeão dos pesados (até 120,2kg.) se recuperasse e admitisse o desejo de realizar um combate final contra Stipe Miocic. Após ser derrotado pelo compatriota em agosto do último mês, pelo UFC 241, DC, que ainda não havia se pronunciado se gostaria de realizar a revanche, assumiu o desejo de travar um terceiro confronto contra Stipe. A afirmação foi feita em entrevista a Ariel Helwani nesta segunda-feira (23).

Veja Também

Borrachinha não perdoa Stephens após UFC Cidade do México: ‘Não merece estar no UFC’
Dana confirma que ‘The Rock’ vai entregar cinturão simbólico a vencedor entre Nate e Masvidal
Volkanovski sobre luta contra Holloway: ‘Vou vencer. Se quiserem a revanche, vou dar a ele’

“Eu vou lutar com esse cara (Stipe Miocic) de novo. Minha intenção é lutar contra ele do jeito certo. Felizmente, isso é o suficiente para ter minha mão levantada”, afirmou Cormier.

O atleta de 40 anos, no entanto, confirmou que, assim que for confirmada a data e o local, já terá confirmado, também, o momento de sua aposentadoria oficial do MMA. Daniel vem, há algum tempo, revelando o desejo de abandonar a carreira aos 40 anos, completados no início deste ano.

“Vencendo ou perdendo, não vou mais lutar (depois da revanche). Esta será a última vez que eu vou colocar meus pés em um octógono”, disse DC.

O pesado, em entrevista recente, também afirmou que não gostaria de ser um exemplo de lutador que se aposenta em baixa. Fazendo parecer que seu auge não foi tão valoroso. Existem diversos casos de atletas que tentam enfrentar o tempo e permanecerem ativos em suas carreiras, mas os resultados, em algumas situações, são catastróficos.

Ao dizer que o encontro contra Stipe será o último, Cormier praticamente elimina qualquer possibilidade de realizar o sonhado encontro contra Jon Jones, seu eterno rival. A derrota para Miocic parece ter impulsionado a atenção de Daniel apenas para seu último algoz, deixando de lado as desavenças com ‘Bones’.

“A próxima será a última. Tem que ser Stipe. Ninguém mais importa”, finalizou DC.

Na primeira vez que dividiu o octógono com Miocic, Cormier não encontrou dificuldades para aplicar um nocaute fulminante no oponente. Foram necessários menos de cinco minutos para que a cinta mudasse de dono.

Pouco mais de um ano depois, quando voltaram a troar forças, a situação havia mudado um pouco. Cormier ainda mostrava certa superioridade sobre o adversário, mas, no entanto, no quarto round, Stipe conseguiu alterar sua estratégia de combate no meio do duelo e conseguiu se recuperar de três rounds perdidos e devolver o nocaute sofrido no UFC 226.

A terceira luta definiria, de fato, quem seria o merecedor do trono de melhor pesado do momento.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário