Borrachinha não perdoa Stephens após UFC Cidade do México: ‘Não merece estar no UFC’

Brasileiro critica norte-americano por não continuar combate contra Yair Rodriguez no último sábado após ‘dedo no olho’

P. Borrachinha (foto) critica J. Stephens por UFC Cidade do México. Foto: Reprodução/Instagram @borrachinhamma

O UFC Cidade do México, realizado no último sábado (21), causou revolta em alguns fãs de MMA. Sem grandes estrelas envolvidas, o card, que contou com a presença de cinco brasileiros, ainda teve sua luta principal finalizada em apenas 15 segundos, quando o atleta visitante, Jeremy Stephens, acusou um dedo ilegal no olho aplicado de forma não intencional pelo lutador da casa, Yair Rodriguez. Mesmo com cinco minutos para se recuperar, o norte-americano não conseguiu retornar para o combate, revoltando parte dos espectadores, inclusive, Paulo Borracinha. O brasileiro criticou Jeremy em sua conta oficial no Twitter.

Veja Também

Dana confirma que ‘The Rock’ vai entregar cinturão simbólico a vencedor entre Nate e Masvidal
Volkanovski sobre luta contra Holloway: ‘Vou vencer. Se quiserem a revanche, vou dar a ele’
Campeã mundial de boxe, Claressa Shields está próxima de migrar para o MMA e quer encarar Amanda Nunes

“Uma vergonha. Stephens não merece o UFC”, escreveu o mineiro, legendando uma imagem em que o árbitro Herb Dean aparece verificando o olho esquerdo de Jeremy ainda no octógono.

Após o contato que rendeu ao norte-americano a lesão, Stephens levava constantemente as mãos ao olho na tentativa de fazer com que o incômodo passasse, no entanto, ao afirmar que não enxergava direito, um dos médicos da companhia optaram por encerrar a peleja com menos de 20 segundos decorridos. Após a decisão de encerrar o combate, o público se enfureceu e começou a atirar objetos no octógono.

Yair, responsável pelo ferimento no companheiro de trabalho, em um primeiro momento, incitou os espectadores a se revoltarem com a decisão de Stephens. Houve, ainda, um momento delicado em que Rodriguez se desentendeu com Michael Bisping, entrevistador do evento. O clima quente, no entanto, ocorreu em um momento de emoção do mexicano, que não acreditava no fim do combate naquelas condições.

Após ser atendido por profissionais da empresa, depois de toda a confusão, Jeremy não demorou para pedir a Yair para que o combate seja remarcado em uma outra ocasião. O combate entre os lutadores serviria para colocá-los em uma condição melhor na divisão dos penas (até 65,7kg.). Atualmente, Yair se encontra na 7ª posição, enquanto Stephens vem logo atrás, em 8º.

Pivô da provocação na rede social, Paulo Borrachinha vive um grande momento na carreira. Após realizar a tão esperada luta contra Yoel Romero, sair vencedor e ainda ser oficializado como o próximo desafiante ao título dos médios (até 83,9kg.), depois do combate pela unificação do título a ser disputado por Robert Whittaker (campeão linear) e Israel Adesanya (campeão interino), em novembro, o mineiro também conseguiu manter sua invencibilidade na carreira, que já dura 13 confrontos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário