Askren afirma que pretende lidar com derrotas melhor do que Ronda Rousey

Meio-médio, que vem de duro revés para Jorge Masvidal, diz que não se esconder, ao contrário do que fez a ex-campeã, é a melhor maneira de seguir em frente após um mau resultado

B. Askren em ação. Foto: Reprodução/Facebbok @benaskren

O ex-campeão do ONE FC e Bellator, Ben Askren está trabalhando o psicológico para superar a dura derrota sofrida para Jorge Masvidal no UFC 239. Na ocasião, além de perder sua invencibilidade na carreira, o atleta foi responsável por sofrer o nocaute mais rápido da história do Ultimate. Sobre o assunto, o norte-americano afirmou que pretende não seguir os passos de Ronda Rousey, que, ao ser derrotada por Holly Holm (2015) e Amanda Nunes (2016), preferiu o silêncio a se manifestar com imprensa e fãs. A declaração foi feita em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Veja Também

Nocaute de Masvidal sobre Askren é pintado na parede da American Top Team
Após bater Gunnar Nelson, Durinho se oferece para substituir lesionado Eric Spicely no UFC Boston
Fora do UFC 243 por lesão, Holly Holm manda mensagem a fãs e adversária: ‘Estou arrasada’

“Eu acho que isso é a pior coisa que você pode fazer (se isolar). Eu quero dizer, obviamente, se você quiser apontar para quem fez o pior foi Ronda (Rousey)”, disse Ben.

O atleta ainda argumentou sobre como o comportamento com as pessoas ao redor podem influenciar positivamente para saber superar a perda. Para ele, a derrota faz parte do universo do MMA e o lutador deve estar preparado para superá-la.

“Eu sempre sinto que quero contar a minha história da minha maneira. Se você se esconder no canto, todo mundo vai falar sobre o que você vai fazer. Olha, isso acontece. Faz parte do esporte ou mesmo da vida. As perdas acontecem. Acho que a melhor coisa que você pode fazer é dizer: ‘Isso aconteceu. O que vou fazer agora?”, contou Askren.

Após perder o cinturão Holly, Ronda se isolou e ressurgiu um ano depois como desafiante de Amanda Nunes, que já ostentava o título. Na ocasião, pelo UFC 207, a lendária lutadora mostrou que não estava 100% recuperada e acabou sofrendo um duro nocaute da ‘Leoa’ logo no primeiro round.

O evento acabou marcando, também, a última luta da carreira de Ronda.

Askren, após a derrota, agiu rápido e aceitou fazer parte do UFC Singapura, que acontece em 26 de outubro. O norte-americano irá encarar Demian Maia na luta principal do card. Ben precisa da vitória para retornar aos holofotes dos meio-médios e voltar a sonhar com uma futura disputa de cinturão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments