Irmão de Anthony, Sergio Pettis deixa UFC e assina contrato com o Bellator

Norte-americano deixa Ultimate na quinta posição no ranking dos moscas e 14 lutas pela empresa

S. Pettis assina contrato com o Bellator. Foto: Reprodução/Instagram @sergiopettis

O norte-americano Sergio, irmão do ex-campeão do Ultimate, Anthony Pettis, não faz mais parte do grupo de lutadores do UFC. Após não renovar seu contrato com o a companhia, o peso mosca assinou com o Bellator e irá compor o grupo de atletas da concorrente. A informação foi divulgada pela ‘ESPN’.

Saiba mais

Ben Askren aposta em nocaute sobre Demian Maia neste sábado: ‘Já fiz isso antes’
Demian e Askren batem peso, fazem encarada descontraída e garantem luta no UFC Singapura
Nate Diaz cai em teste antidoping e está fora do UFC 244

Sergio era considerado uma das promessas do peso mosca (até 56,7kg.). Com 14 lutas pela empresa, o norte-americano o lutador deixa a companhia na quinta colocação da divisão, que hoje é dominada por Henry Cejudo.

Hoje, Pettis está com 26 anos. O combatente estreou no MMA em 2011, atuando pelo CFC (Canadian Fighting Championship) e seguiu invicto em sua carreira até 2013, quando foi batido por Alex Caceres logo em sua estreia pelo Ultimate. Pela empresa presidida por Dana White, o norte-americano venceu em oito oportunidades.

O atleta chegou a trocar forças com o atual campeão dos moscas e galos, Henry Cejudo, quando o ‘Triplo Campeão’ ainda não ostentava o posto de número um das categorias. Na ocasião, Sergio acabou derrotado pelo compatriota na decisão unânime dos juízes, em peleja que representou uma das lutas do UFC 218, em 2017.

Pettis também saiu derrotado no encontro com o atual primeiro colocado do ranking dos moscas e cotado para ser o próximo desafiante de Cejudo, Joseph Benavidez. O norta-americano também teve resultado negativo contra o brasileiro Jussier Formiga.

Em sua última atuação pelo UFC, Sergio saiu vitorioso ao dividir o octógono com Tyson Nam. O duelo aconteceu em setembro desse ano e foi resolvido na decisão dos juízes, que elegeram Pettis vencedor na decisão unânime.

No Bellator, Sergio deverá subir para a divisão dos galos (até 65,7kg.), já que a companhia não possui a categoria dos moscas em sua rede de combates. No peso de cima, o norte-americano deverá batalhar para tentar tomar o cinturão que hoje pertence ao japonês Kyoji Horiguchi.

Sergio, atualmente, soma 23 lutas em seu cartel como profissional no MMA. São 18 vitórias e cinco derrotas.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário