Diego Sanchez aceita desafio de Demian e propõe data: ‘Vamos fazer em janeiro, em Las Vegas’

Veterano do esporte aceita convite de lenda brasileira e pede que duelo seja realizado no início de 2020

D. Sánchez foi o primeiro campeão do TUF na história ao vencer o peso médio da primeira edição.. Foto: Reprodução/Twitter
@UFC

Não demorou muito para que o norte-americano Diego Sanchez respondesse ao desafio feito por Demian Maia após a vitória do brasileiro sobre Ben Askren no UFC Singapura, ocorrido no último sábado (26). O ex-desafiante ao título dos leves (até 70,3kg.) usou sua conta no Twitter para confirmar o interesse em enfrentar o paulista e sugeriu que a peleja acontecesse em janeiro, em Las Vegas (EUA).

Veja Também

Presidente do Bare Knuckle sugere estreia de Wanderlei Silva para fevereiro
Sam Alvey quebra mão em treinamento e está fora de luta contra Shogun no UFC São Paulo
Gabriel ‘Vem Tranquilo’ é finalizado em estreia como lutador profissional

“Vamos lá, Dana White. Eu não tive minha luta contra Anthony Pettis. Eu paguei minhas dívidas. Apenas você sabe o motivo de não ter acontecido. Vamos fazer isso em 18 de janeiro, em (Las) Vegas. Duas lendas querem dançar juntos. Vamos fazer isso”, escreveu.

O desafio a Diego aconteceu ainda no octógono, quando Maia dava a tradicional entrevista após o triunfo. Na ocasião, o brasileiro afirmou que Sanchez já havia pedido para enfrentá-lo no passado, mas a oportunidade nunca se confirmou. Agora, com ambos no fim de suas carreiras, não há nada que impeça o encontro entre os combatentes.

Diego Sanchez é alguém que vem me desafiando por anos. Ele é um veterano. Vamos ver. Se as pessoas quiserem ver essa luta, eu posso realizá-la”, disse Demian.

O resultado positivo de Maia sobre Ben, que foi contratado pelo Ultimate em uma negociação envolvendo a troca do norte-americano com o ex-campeão dos moscas (até 56,7kg.), Demetrious Jonhson, provou que, apesar dos 41 anos, o brasileiro ainda é capaz de atuar em alto nível e bater atletas de ponta.

Longe de uma nova disputa de cinturão e com apenas mais duas lutas em seu contrato, o paulista não nega que a cada combate disputado, sua aposentadoria do esporte se torna mais iminente. Atualmente, Sanchez sequer está ranqueado em qualquer divisão da empresa. Maia, porém, está seguro de que, a esta altura, o que vale é o espetáculo dado aos fãs.

Além de mais uma vitória incontestável, ao bater Askren Demian alcançou a marca de 22 triunfos pelo Ultimate. O brasileiro, agora, figura atrás apenas de Donald Cerrone como atleta com o maior número de conquistas pela organização. O norte-americano, hoje, soma 23.

Diego vem de derrota para Michael Chiesa, em luta ocorrida em julho deste ano. Atualmente, o veterano de 37 anos soma 38 lutas, com 27 vitórias e 11 derrotas. O auge da carreira do norte-americano foi quando dividiu o octógono com BJ Penn, em luta válida pelo título dos leves, em 2009. Contra Penn, Sanchez acabou derrotado por nocaute no quinto round.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments