Adversário de Aldo, Marlon Moraes elogia compatriota: ‘Não tem que provar nada para ninguém’

Responsável por dar as ‘boas-vindas’ ao manauara nos galos, friburguense mostra respeito ao ex-campeão dos leves, mas garante foco para a vitória

M. Moraes (foto) acredita que H. Cejudo teve sorte contra T. Dillashaw. Foto: Reprodução/Youtube ufc

O desejo de José Aldo, ex-campeão mais dominante da história dos penas (até 65,7kg.), em se experimentar na categoria dos galos (até 61,2kg.) pegou muita gente de surpresa. Seu primeiro adversário também empolgou os fãs. O manauara enfrentará o ex-desafiante ao título, Marlon Moraes, que mostrou satisfação para trocar forças com o compatriota no UFC 245, em dezembro; pregou respeito, mas garantiu foco absoluto para a vitória. A declaração foi feita em entrevista ao ‘Combate’.

Veja Também

Diego Sanchez aceita desafio de Demian e propõe data: ‘Vamos fazer em janeiro, em Las Vegas’
Presidente do Bare Knuckle sugere estreia de Wanderlei Silva para fevereiro
Sam Alvey quebra mão em treinamento e está fora de luta contra Shogun no UFC São Paulo

“Eu estava pedindo uma luta para o UFC e, dentre todos os nomes que a gente conversou, tinha essa possibilidade de enfrentar o Aldo, mas não era uma certeza de que ele realmente ia descer para o peso galo.  O cara é uma lenda. Já lutou na categoria de cima, foi campeão por muito tempo, e vai descer numa situação em que uma vitória o credencia aí nas cabeças”, disse Marlon.

Moraes, que é fã confesso de Aldo, busca ter em seu currículo um título mundial pelo Ultimate. Para isso, ele terá, então, de bater uma de suas referências de atleta no esporte. Antes do compromisso, que acontece em 14 de dezembro, no entanto, o friburguense trata seu próximo rival com muito respeito, mostrando conhecimento do legado que o ‘Campeão do Povo’ já trouxe para o MMA.

“Ele é o ídolo de todo lutador de MMA que é brasileiro e, com certeza, é um orgulho imenso ter o Aldo como um atleta que nos representa. Agora, chegou a hora de enfrentar os caras que a gente assistia na televisão. Estou muito feliz com essa oportunidade e espero ir lá e fazer o meu melhor”, declarou.

Dono de um currículo vitorioso, com 22 vitórias e seis derrotas na carreira, Marlon afirma que está em um momento em que o cinturão não é a prioridade, apesar de estar próximo dele. Atualmente, o brasileiro ocupa o primeiro lugar no ranking da divisão, mas vem de derrota recente para o campeão, Henry Cejudo (UFC 238, em junho).

“Eu não estou nem pensando no cinturão. Acho que a gente tem que pensar em luta grande. Eu acabei de ter essa oportunidade pelo título e agora quero voltar e lutar contra os melhores. Um dia, quero olhar para trás e ver o ranking, ver todo mundo e poder falar: ‘Poxa, enfrentei todos esses caras aqui do Top 10’”, disse Moraes, que continuou mostrando muita empolgação para dividir o octógono com José. “Essa é a luta que todo fã quer assistir. São dois caras que procuram muito a luta, que gostam de lutar em pé. Acho que o meu estilo encaixa bem, vou fazer uma preparação boa para ir lá e buscar a vitória”, disse o lutador.

Contra Aldo, Marlon irá realizar sua 29ª na carreira. Antes de ser derrotado por Cejudo, o brasileiro havia conquistado uma série invicta de quatro vitórias, incluindo resultados positivos contra o compatriota Raphael Assunção, em fevereiro deste ano.

O ‘Campeão do Povo’, por sua vez, desce de divisão para buscar retomar os tempos de glória na carreira. Embora tenha todos os méritos por seu reconhecimento, José vem em uma má fase atuando pela empresa. Em seus últimos cinco compromissos, o manauara saiu derrotado em três oportunidades, duas delas contra o atual campeão, Max Holloway, pelo título dos penas.

Sobre os feitos de Aldo, Marlon não se esquiva e faz questão de mostrar completo respeito pela história do compatriota junto ao MMA.

“O José Aldo é um cara que não tem nada a provar para ninguém, ele fez tudo no esporte. Ele gosta de desafios também. Descer de peso foi uma chance que ele viu e, de repente, se credenciar em uma nova luta pelo cinturão. Respeito muito essa atitude dele, mas, dia 14 de dezembro, eu vou entrar lá, vou colocar o meu jogo e vou ser o melhor”, finalizou.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments