Estrela do boxe, Tyson Fury quer se arriscar no MMA e pede ajuda de McGregor

Ex-desafiante ao cinturão mundial dos pesados afirma que deve fazer estreia na nova modalidade ainda este ano e vai ser treinado pelo irlandês

T. Fury quer se arriscar no MMA. Foto: Reprodução/Instagram @gypsyking101

O britânico Tyson Fury, conhecido por sua carreira no boxe, voltou a chocar o mundo após anunciar sua estreia no MMA. Depois de assinar contrato com o WWE, o atleta contou que pretende se arriscar nas artes marciais mistas e já estipulou um prazo para o debute. O atleta contará com a ajuda de Conor McGregor para a transição no novo esporte. A declaração foi feita em entrevista ao ‘Sky Sports’.

Veja Também

Após perder para Demian, Askren exalta brasileiro: ‘Melhor de todos os tempos’
Adversário de Aldo, Marlon Moraes elogia compatriota: ‘Não tem que provar nada para ninguém’
Diego Sanchez aceita desafio de Demian e propõe data: ‘Vamos fazer em janeiro, em Las Vegas’

“Eu tenho algo grande vindo (depois da aparição em um evento de WWE). Nós devemos ver Tyson Fury fazendo sua estreia no MMA no fim deste ano. É diferente, mas, como eu disse: ‘Tyson Fury está chegando”, disse o atleta.

A transição de um esporte para outro pode não ser uma tarefa fácil para qualquer atleta que se propõe a se aventurar em uma modalidade diferente de arte marcial. No entanto, Fury garantiu que tem uma carta na manga para facilitar em sua adaptação. O ‘gigante’ afirmou que pediu auxílio ao ex-campeão dos penas (até 65,7kg.) e leves (até 70,3kg.), Conor McGregor para ajudar nos treinamentos.

“Tenho conversado com Conor sobre isso e ele está ansioso para me treinar. Vai ser bom. Eu venho de uma linhagem de boxeadores sem luvas. Se machucando, sangrando. Vocês viram minha última luta. Era sangue para todo lado. Não é nada novo para mim. Eu adoraria entrar lá e esmagar alguém”, declarou o inglês.

Após o convite formal, não demorou muito para que o irlandês manifestasse o interesse de fazer um favor a um colega de profissão. Segundo Tyson, Conor convidou o boxeador para ir à Dublin (Irlanda) para começarem os treinamentos.

Na ‘nobre arte’, Fury carrega consigo o peso de nunca ter sido derrotado em um combate oficial. Ao todo, o atleta já subiu no ringue em 30 oportunidades, vencendo 29 e empatando uma. Seu empate veio na disputa do cinturão mundial (WBO), quando realizou, junto com Deontay Wilder, uma verdadeira batalha, em dezembro do ano passado, em Las Vegas.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments