Empresário de Borrachinha confirma lesão do atleta e diz que brasileiro só retorna em abril

Wallid Ismail afirma que seu cliente está fora de combate até o ano que vem e projeta retorno do mineiro em disputa pelo cinturão

P. Borrachinha só retorna ao octógono em abril de 2020. Foto: Reprodução/Facebook PauloBorrachinha

O presidente do UFC, Dana White pegou muita gente de surpresa ao divulgar, em primeira mão, que Paulo Borrachinha não seria o próximo desafiante ao título dos médios (até 83,9kg.) por ter passado por uma cirurgia no bíceps. O procedimento afastaria o atleta por oito meses do octógono. Empresário do mineiro e ex-lutador, Wallid Ismail confirmou o incidente e afirmou que seu cliente retornará aos combates em abril do ano que vem. A ideia é retornar contra o atual campeão, Israel Adesanya. A declaração foi feita em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Saiba mais

Com Borrachinha machucado, Gastelum quer vitória neste sábado para desafiar Adesanya: ‘Aquele cinturão é meu’
Vicente Luque se empolga para luta contra Stephen Thompson neste sábado: ‘Vai ter muita ação’
Cat Zingano segue os passos de Cris Cyborg e assina com o Bellator

“Paulo estará pronto para lutar em abril de 2020. E este é o tipo de luta que todos os fãs do MMA querem ver. Eles (Borrachinha e Israel) realmente se odeiam. Ambos estão invictos. O potencial desta luta é ilimitado”, disse Wallid.

O desejo de muitos fãs de MMA, principalmente os brasileiros, é ver um atleta tupiniquim voltando a ostentar um cinturão masculino do Ultimate. Com apresentações inquestionáveis, Paulo é um dos atletas da ‘nova geração’ que carrega consigo o potencial de recolocar o Brasil no topo de uma divisão entre os homens.

Com a ausência do brasileiro, resta ao UFC buscar alternativas para não manter seu campeão inativo durante um longo período. Caso a diretoria aguardasse a recuperação do mineiro, Israel deveria ficar seis meses sem se apresentar. Mas, pelo visto, este não será o caso. Segundo o próprio Ismail a empresa já busca novos oponentes para o nigeriano.

“Eu acabei de ouvir que o UFC vai encontrar outro adversário para Adesanya. Eu não consigo nem imaginar Adesanya lutando contra ninguém além de Paulo Costa”, declarou.

Tanto Paulo quanto Israel têm se provocado via redes sociais ou declarações pela imprensa. Os atletas já manifestaram o interesse de trocarem forças sobre o octógono e a intenção da companhia é realizar o evento assim que ambos estejam em condições.

“Esta luta tem todos os ingredientes para quebrar todos os recordes pay-per-view. Paulo tem certeza de que a Adesanya vai perder em breve, mas ele realmente quer ser o primeiro a derrotá-lo”, finalizou Wallid.

Borrachinha atuou pela última vez no encontro contra Yoel Romero, quando venceu o cubano na decisão unânime dos juízes. O resultado ampliou a invencibilidade do brasileiro na carreira. Agora, Paulo tem 13 lutas, sem derroas.

Adesanya, no início do mês, conquistou o cinturão linear da divisão ao bater Robert Whittaker, no UFC 243. Com o triunfo, o nigeriano, agora, tem 18 apresentações sem nunca ter sido batido.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário