Dana White descarta revanche entre Masvidal e Nate Diaz: ‘Não me interessa’

Presidente do Ultimate afirma, em um primeiro momento, que novo encontro entre norte-americanos não deve acontecer

O resultado do UFC 244 pode ter frustrado os ânimos de muita gente. No entanto, o presidente da empresa, Dana White, mostrou desinteresse em reeditar o combate entre Nate Diaz e Jorge Masvidal, que realizaram a luta principal deste final de semana em disputa pelo título de ‘mais casca-grossa’ do esporte. Em coletiva após o espetáculo, o mandatário afirmou que a reedição do duelo não o interessa em um primeiro momento.

Saiba mais

Dana White afirma que Jones deve enfrentar Dominick Reyes em seu próximo compromisso: ‘É o que faz sentido’
Jones ironiza derrota de Johnny Walker: ‘Eu não me impressiono tão rápido’
Johnny Walker se manifesta após derrota: ‘Sempre um aprendizado’

“A revanche não me interessa nesse momento. Se a luta não tivesse sido interrompida, o que aconteceria? Mas acabou sendo. Masvidal estava muito dominante no combate. Ele se apresentou bem neste ano. Ele teve apenas grandes lutas em 2019”, disse Dana.

Na luta principal, Nate Diaz acabou sendo impedido de continuar no combate após apresentar um grande corte no supercílio direito. No retorno do terceiro para o quarto round, o médico da empresa verificou o ferimento do atleta e impediu que o norte-americano voltasse para o confronto.

Na coletiva, White continuou a elogiar Jorge, que vinha de uma vitória impressionante sobre o ex-campeão do ONE FC e Bellator, Ben Askren. O atleta conseguiu um nocaute em apenas cinco segundos, quebrando o recorde de luta mais rápida do Ultimate.

“Se existe um melhor lutador em 2019, definitivamente é aquele garoto. Ele tem muitas opções para seu futuro neste momento”, disse o chefão.

Contrariando o chefão, na coletiva após o evento, Jorge contou que gostaria de encarar novamente Diaz, a quem chamou de grande lutador. Sem estipular uma data, o norte-americano afirmou que, independente do ano, eles voltarão a se enfrentar.

Jorge Masvidal e Nate Diaz promoveram um dos maiores eventos de 2019. Os atletas assumiram o protagonismo de um espetáculo numerado, que dispensou a disputa de um título oficial do UFC. Os atletas tomaram lugar do encontro que deveria ter sido realizado entre Kamaru Usman e Colby Covington, pelo cinturão dos meio-médios (até 77kg.). Porém, a companhia não conseguiu chegar a um acordo financeiro com os lutadores para a realização do duelo.

J. Masvidal (esq.) encara N. Diaz (dir.). Foto: Reprodução/YouTube UFC

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário