Johnny Walker se manifesta após derrota: ‘Sempre um aprendizado’

Xodó brasileiro lança nota afirmando que é necessário aprender com os momentos difíceis; lutador sofreu nocaute brutal para Corey Anderson no UFC 244

J. Walker tem luta marcada para 2 de novembro. Foto: Reprodução/Instagram @johnnywalkerufc

A derrota de Johnny Walker para Corey Anderson, no último final de semana, pelo UFC 244 pegou muita gente de surpresa. Considerado por muitos um grande candidato a enfrentar Jon Jones pelo título dos meio pesados (até 93kg.), o brasileiro acabou sucumbindo à força do norte-americano logo no primeiro round de combate e se afastou temporariamente de seu sonho. O atleta, no entanto, afirmou que o revés servirá como ensinamento. A declaração foi feita em sua conta no Instagram.

Veja Também

IMAGEM FORTE: Veja como ficou o olho de Nate Diaz após derrota para Jorge Masvidal no UFC 244
Masvidal garante que venceria Diaz mesmo que duelo não fosse interrompido
Após derrota por interrupção médica, Nate Diaz pede revanche a Masvidal: ‘Quero terminar a luta’

“Cabeça de campeão. Nunca é uma derrota, é sempre um aprendizado. Obrigado pelo apoio”, escreveu o lutador.

Apesar de o Ultimate ter realizado um grande card, com diversas lutas interessantes, neste final de semana, muitos brasileiros direcionaram suas atenções para o combate de Walker, que atuou na última luta do card preliminar.

Os entusiastas de MMa queriam ver como o atleta se sairia atuando contra um oponente de elite, que está próximo de uma oportunidade de enfrentar Jon Jones pelo cinturão da categoria.

O roteiro favorecia o brasileiro. Com três atuações no UFC e vitórias convincentes, Johnny não demorou muito para cair nas graças dos fãs das artes marciais mistas. Porém, o combatente acabou amargando sua primeira derrota pela empresa em um nocaute devastador.

O lutador nascido em Belfod Roxo, porém, ainda tem muito tempo para se recuperar. Walker, hoje, tem apenas 27 anos e, com o último resultado, somou apenas a quarta derrota na carreira, que atualmente conta com 17 vitórias.

No compromisso contra Corey, Walker teria a chance de saltar para a sétima posição no ranking, local ocupado atualmente pelo norte-americano. Com o revés, Johnny deve continuar estacionado na 11ª posição.

Antes de encarar Anderson, o brasileiro afirmou que gostaria de atuar em mais uma oportunidade ainda em 2019, então, existe a possibilidade de o atleta tentar se recuperar do revés neste ano.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Geraldo De Sousa Ribeiro
Geraldo De Sousa Ribeiro
11 meses atrás

Mais um brasileiro que subiu numa gilete e já está se achando o melhor do mundo. Nesse caso um lutador de MMA. Até o presidente do UFC, Dana White disse. Não se brinca nesse esporte. Todos que brincaram e desprezaram seus adversários, perderam e perderam feio. Quantas vezes o lutador Nate Dias brincou e perdeu ! O Anderson Silva. E tantos outros. Vai com com calma Johnny Walker….. Por enquanto a única coisa boa que vc tem é o nome de wisk.