Covington acusa Usman de doping e campeão responde: ‘Vou matar esse palhaço!”

Norte-americano e nigeriano trocam provocações e valorizam confronto que acontece em 14 de dezembro, pelo UFC 245

K. Usman (esq.) e C. Covington (dir.) em primeira encarada antes do UFC 245. Foto: Reprodução/YouTube TheMacLife

A cada entrevista ou declaração em redes sociais, a rivalidade entre Colby Covington e o campeão meio-médio, Kamaru Usman, aumenta consideravelmente. Desafetos confessos, os lutadores, que farão a luta principal do UFC 245, em 14 de dezembro, ficaram frente a frente, na última semana, pela primeira vez após o agendamento do confronto. Em entrevista para a promoção do evento, o norte-americano acusou o nigeriano de doping, enquanto que o dono do título respondeu afirmando que irá aniquilar o rival.

Veja Também

Vídeo: Youtuber machista provoca lutadora e acaba finalizado por mulher em apresentação de MMA
Kelvin Gastelum se desculpa com fãs após derrota para Darren Till: ‘Vou voltar melhor’
Dana White manda recado a Johnny Walker: ‘Não se brinca nesse esporte’

“Todo mundo sabe que a Blackzilians (academia) é conhecida pelo uso de anabolizantes. Anthony Johnson, Rashad Evans, todos os caras de lá, inclusive, Alistair Overeem, quando estava lá. E eu tenho informações privilegiadas de que Usman está fazendo EPO (eritropoetina, controla a absorção de oxigênio) há alguns anos. Isso é um fato. Ele não tem uma boa resposta, nem consegue se defender. Acho que está bem claro que ele está usando esteroides. Mas, tudo bem, não fará diferença, porque quando eu colocar minhas mãos nele, ele vai derreter”, disse Colby.

O norte-americano afirmou, também, que o combate entre ambos deveria ter acontecido em 2 de novembro, data em que o Ultimate agendou o encontro entre Jorge Masvidal e Nate Diaz. O embate, segundo Covington, não aconteceu por Usman não ter sido aprovado em um exame de sangue de rotina. Segundo o falastrão, o campeão está, fazendo o uso de eritropoetina, uma substância que controla a absorção de oxigênio e pode melhorar o rendimento físico de atletas com maior desenvolvimento muscular.

“Eu estava ansioso para lutar logo neste fim de semana, mas há uma razão pela qual isso não pode acontecer. Ele não passou no teste de urina. Esa é a verdadeira razão. Teve que deixar o EPO sair do seu organismo nesse fim de semana”, disparou.

Kamaru, então, não ouviu as provocações calado. O dono da cinta confirmou o desejo em acabar com as provocações do norte-americano dentro do octógono.

Todos falam isso (sobre doping), até pela maneira como estou vencendo esses caras. Mas, em 14 de dezembro, haverá uma decapitação, e todos vão assistir ao vivo. Essas acusações realmente não importam. Estou apenas esperando pelo dia da luta, que é o que todo mundo queria há muito tempo. Anotem aí, 14 de dezembro. Vocês mal podem esperar para ver como vou matar esse palhaço”, declarou Kamaru.

No duelo contra o norte-americano, Usman irá colocar em jogo, além do cinturão, uma invencibilidade que já dura 14 lutas. O atleta foi derrotado apenas uma vez na carreira, em 2013, em duelo que marcou sua segunda apresentação como profissional.

Colby também vem em uma longa série sem perder. A última e única derrota do norte-americano aconteceu quando encontrou o brasileiro Warlley Alves, em 2015. Após o episódio, foram sete apresentações com triunfos.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments