Corey Anderson diz merecer chance pelo título antes de Reyes: ‘Acabei de derrotar uma estrela’

Norte-americano acredita que triunfo sobre Johnny Walker foi maior feito do que o de Dominick, que bateu Chris Weidman em seu último compromisso

O norte-americano Corey Anderson deveria estar vivendo um conto de fadas, após sua inquestionável performance no UFC 244, no último sábado (2), quando aplicou um nocaute brutal em Johnny Walker, um dos xodós brasileiros no MMA atual. Embora a fase seja boa, Anderson tem entrado em conflito com a empresa por não ser valorizado. Segundo o combatente, ele merece, acima de Dominick Reyes, a chance de enfrentar Jon Jones pelo título dos meio-pesados (até 93kg.). A declaração foi feita em entrevista ao ‘MMA Fighting’ após o espetáculo.

Saiba mais

Covington acusa Usman de doping e campeão responde: ‘Vou matar esse palhaço!”
Vídeo: Youtuber machista provoca lutadora e acaba finalizado por mulher em apresentação de MMA
Kelvin Gastelum se desculpa com fãs após derrota para Darren Till: ‘Vou voltar melhor’

“Meu argumento é que ele nocauteou Chris Weidman, e eu acabei de derrotar uma estrela. Quantas derrotas Chris tem em suas últimas apresentações?”, questionou Corey.

O norte-americano tratou, no entanto, de explicar que não está desmerecendo o ex-campeão dos médios. Segundo Anderson, ele e Weidman são parceiro de treinos, mas o combatente precisava enfatizar sua teoria, já que Chris atravessa uma fase conturbada em sua carreira.

“Chris é meu amigo e eu o amo. Nós treinamos juntos. Eu o ajudei a se preparar para o confronto contra Luke Rockhold (2015). Não tenho nada contra ele. Ele é um grande artista marcial e eu tenho muito respeito por ele. Apenas não é como se Dominick Reyes tivesse subido no octógono e derrotado um lutador em boa fase”, disse Corey.

Anderson, então, afirmou que tanto ele quanto Reyes têm o mesmo merecimento em pedir um duelo contra Jones, porém, a questão está nos últimos oponentes que enfrentaram.

Dominick Reyes teve uma ascensão lenta, assim como eu. Nós provavelmente estamos no mesmo lugar. Chris Weidman era o campeão, mas aí está a palavra-chave: ‘era’. Agora, Johnny Walker é o cara e queria ser o campeão. Ele tinha potencial e eu destruí esse potencial, então, mandei ele para trás do ônibus para que eu pudesse andar para frente”, finalizou.

No último final de semana, além de uma bela vitória sobre o brasileiro, Corey Anderson somou sua quarta vitória seguida dentro da organização. Atualmente, o atleta figura na quinta posição no ranking dos meio-pesados, enquanto Reyes se encontra na quarta.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário