Masvidal dispara contra McGregor: ‘Desde que bati Nate, ele não deu um pio’

Norte-americano afirma que irlandês desejava trilogia contra Diaz e não imaginava sua vitória

O norte-americano Jorge Masvidal se tornou mais um milionário dentro do Ultimate. Após protagonizar um dos eventos mais rentáveis de 2019, o atleta, agora, afirma que se apresentará apenas quando o valor pago for algo que lhe agrade. Um combate interessante, no entanto, seria o encontro contra Conor McGregor, porém, o irlandês, que havia declarado a vontade de encarar o vencedor entre Jorge e Diaz (UFC 244), segundo Masvidal, está correndo. A declaração foi feita em entrevista ao ‘The Dan LeBatard Show’.

Saiba mais

Jacaré mostra confiança em vitória, mas mantém cautela sobre força de Blachowicz: ‘Não estou menosprezando’
Jones responde fã que pediu que campeão finalizasse Reyes: ‘Seria fácil demais’
‘Bate-Estaca’ aposta que Weili Zhang manteria o título das palhas contra Jędrzejczyk: ‘Bate muito forte’

“Para ser franco, ele estava flertando com o vencedor (Jorge x Diaz) quando achava que o favorito era Nate. E ele não parava de falar sobre isso. Ele até mesmo fez sua previsão de que Nate iria vencer. Desde que eu ganhei, ele não deu nem um pio”, disparou Masvidal.

O norte-americano, porém, parece seguir a premissa usada no combate contra seu último oponente, quando os combatentes seguiram um roteiro de respeito e admiração pelo trabalho um do outro. Para Masvidal, a provocação não precisa estar sempre presente no esporte. Mas, mesmo assim, o atleta aproveitou para tentar chamar a atenção de Conor.

“Eu não vou ser um valentão.  Eu não vou ser um desses valentões cibernéticos. Se você não quer lutar, então não lute. Se você quer lutar, eu estou preparado. Cara, vamos às compras. Vamos fazer isso em grande. Você sabe o que estou dizendo? Aquele cara (Conor) não quer”, disse Jorge.

Vencedor do cinturão inédito que premiaria o atleta mais ‘durão’ do esporte, Masvidal agora tem um grande futuro pela frente. O próprio presidente do Ultimate, Dana White, afirmou que, neste momento, há um leque de oportunidades a serem estudados para o combatente.

Em terceiro no ranking dos meio-médios (até 77kg.), Jorge é um sério candidato a enfrentar o vencedor do confronto entre Kamaru Usman e Colby Covington, que trocam forças no UFC 245, que acontece em 14 de dezembro. A luta será válida pelo título linear da divisão.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário