Massaranduba pede luta contra Edson Barboza para o UFC Brasília, em março: ‘Vamos nos quebrar na porrada’

Vindo de vitória no último fim de semana, atleta mostra respeito a compatriota, mas afirma que combate seria interessante para o público

F. Massaranduba pede luta contra E. Barboza para o UFC Brasília. Foto: VH Gonzaga

O peso leve (até 70,3kg.), Francisco Massaranduba, fez a festa do público brasileiro ao bater Bobby Green no UFC São Paulo, realizado no último sábado (16). Após o combate decidido pelos juízes, o lutador, em conversa com a imprensa e presença do SUPER LUTAS, aproveitou para propor um duelo contra Edson Barboza no evento que acontecerá em Brasília, em 14 de março. Massaranduba, no entanto, fez questão de mostrar respeito pelo compatriota, mas afirmou que seria um combate interessante para o público.

Veja Também

Peso pesado do UFC é preso na Rússia suspeito de sequestro e extorsão
Miau e Luana salvam noite brasileira e russo leva cinturão no BRAVE 29
Jacaré reclama da decisão que deu a vitória a Blachowicz: ‘Ganhei, mas não levei’

“Eu não tenho nada contra o (Edson) Barboza, ele, para mim, é um dos melhores lutadores de muay thai do Brasil, mas já eu e ele fazendo uma ‘lutona’ lá em Brasília? Nós dois, brasileiros. Eu acho que o público ia gostar muito. Eu e as pessoas gostamos muito dele. Seria interessante”, declarou Francisco.

Massaranduba afirmou que o pedido não havia sido pensado antes. A ideia veio assim que foi anunciado o vencedor do duelo contra Green, neste sábado. Para o brasileiro, o fato de terem encarado alguns atletas em comum poderiam aumentar a promoção do combate.

“Os mesmos caras que ele ganhou, eu ganhei. Os mesmos caras que ele lutou, eu lutei. A última dele (contra Paul Felder), eu tenho certeza de que ele venceu”, disse o peso leve.

Para Francisco, que é considerado um dos maiores xodós do público brasileiro dentro do UFC, seu carisma pode proporcionar a possibilidade da realização do encontro entre os combatentes. Segundo Massaranduba, seria o duelo entre dois atletas de nome em nível nacional.

“Eu acho que, aqui no Brasil, poucos lutadores têm mais fãs do que eu”, disse o atleta, que revelou não se importar com o fato de Edson já ter enfrentado nomes mais bem ranqueados dentro da categoria e, inclusive, já tendo encabeçado um evento, ocorrido em março deste ano (UFC Filadélfia).

“A gente sabe como é a rotina do UFC. Hoje, você está lá em cima e amanhã você está lá embaixo. É uma roda-gigante. Você ganha duas lutas, está lá em cima e perde duas, está lá embaixo. Seria um ótimo combate, uma luta principal, não sei. Uma luta para vender para o público”, contou Francisco.

Perguntado sobre como seria o confronto contra Edson, em si, Francisco, com sua descontração de sempre, não titubeou.

“Eu tenho certeza eu nós dois vamos nos quebrar na porrada. O Barboza é duro, mas eu tenho uns parceiros de treino que são duros também”, disparou o brasiliense.

O atleta também aproveitou para falar sobre a motivação em enfrentar Bobby após ter sido, para alguns, prejudicado em sua apresentação contra Alexander Hernandez, quando o brasileiro acabou derrotado na decisão unânime dos juízes em uma luta que o brasileiro dominou, por quase todo o combate, as ações.

“Eu treinei mais para nocautear o moleque (Green), mas não consegui. Faltou alguma coisinha, mas, quando voltar para a academia, a gente vai resolver isso. Eu preciso nocautear alguém, não é? Quando a gente nocauteia, a torcida fica muito alegre. Eu também fico alegre, mas eu fico feliz quando a torcida fica alegre”, finalizou Francisco.

Aos 41 anos, Massaranduba, neste final de semana, completou sua 31ª apresentação na carreira. O brasiliense, hoje, tem 24 vitórias e sete derrotas.

Em situação complicada na carreira, Edson, de 33, vem de dois reveses consecutivos. Atualmente na 10ª posição no ranking e com um combate contra o atual campeão, Khabib Nurmagomedov, no currículo, o brasileiro busca reencontrar o caminho das vitórias.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments