Jacaré reclama da decisão que deu a vitória a Blachowicz: ‘Ganhei, mas não levei’

Brasileiro suportou a pressão de um adversário perigoso, saiu derrotado, mas não concorda com resultado dos juízes

R. Jacaré (foto) afirma que venceu J. Blachowicz no UFC São Paulo. Foto: Reprodução/YouTube UFC

O combate entre Ronaldo Jacaré e Jan Blachowicz não foi nada do que o público e os próprios atletas imaginavam. Com grande expectativa criada e o protagonismo do UFC São Paulo, realizado neste sábado (16), os meio-pesados (até 93kg.) deixaram o octógono vaiado pelo público que lotou o Ginásio do Ibirapuera depois de um duelo morno. Após decisão dos juízes, que decretou a vitória do polonês, o brasileiro, em coletiva, discordou da posição dos avaliadores, que, em maioria, optaram por Jan como vencedor.

Veja Também

Após primeiro empate na carreira, Shogun pede nova luta contra Craig: ‘Iria até a Escócia’
Sem ‘Luta da Noite’, Do Bronx, Carcacinha e outros dois atletas recebem prêmios por performance
VÍDEO: Assista a luta entre Ronaldo Jacaré x Jan Blachowicz no UFC São Paulo

“Eu acho que venci os três primeiros, o quarto, eu não sei e o quinto eu perdi”, disse combatente.

Em confronto contra um atleta que está na linda de frente como um futuro desafiante na divisão dominada por Jon Jones, Ronaldo afirma que leva um ponto positivo sobre sua performance.

“Com certeza vou sair fortalecido desta luta. Eu peguei um cara super top, logo na minha primeira luta pelos meio-pesados. Um cara que acabou de nocautear o Luke Rockhold, ex-campeão (dos médios, até 83,9kg.), um cara que vinha nocauteando todo mundo e fiz uma luta de cinco rounds com ele. Eu ganhei, mas, infelizmente, não levei”, declarou o capixaba.

O revés para Blachowicz decretou a segunda vitória consecutiva de Ronaldo dentro do Ultimate. A última vitória do brasileiro aconteceu em novembro do ano passado, quando, em uma virada espetacular, aplicou um nocaute brutal sobre o ex-campeão dos médios, Chris Weidman.

Ronaldo vive um período instável dentro da empresa. Após o UFC São Paulo, o capixaba inteirou sua quinta derrota em suas últimas 10 apresentações.

O lutador, que completa 40 anos no início de dezembro, afirmou que pretende voltar para casa e pensará no próximo passo na carreira, que já dura 16 anos.

Ronaldo é ex-campeão peso médio do extinto Strikeforce e assinou seu contrato profissional com o Ultimate em 2013. O atleta é considerado, por muitos, injustiçado pela companhia, já que, em seu auge, nunca recebeu uma oportunidade de lutar pelo cinturão.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments