Borrachinha exagera em resposta a Adesanya: ‘Africano de mer**’

Brasileiro se irrita com declaração de nigeriano, que afirmou humilhar o mineiro em confronto, e extrapola promoção do possível confronto

P. Borrachinha (foto) volta a provocar I. Adesanya. Foto: Reprodução/Instagram @borrachinhamma

O brasileiro Paulo Borrachinha subiu o tom na resposta feita a provocação de Israel Adesanya, atual campeão dos médios (até 83,9kg.). Após o nigeriano ter afirmado que humilharia o mineiro em um eventual confronto, Paulo usou sua conta no Twitter para rebater o rival, mas exagerou em suas palavras, o que foi mal visto por alguns seguidores. Borrachinha é, hoje, considerado um dos principais adversários em potencial para o dono do cinturão.

Saiba mais

GLORY desembarca em Chicago para final de semana de eventos com dupla brasileira em ação
Algoz de Jacaré no UFC São Paulo, Blachowicz recebe seis meses de suspensão médica
Ben Askren anuncia a aposentadoria do MMA aos 35 anos: ‘Estou fazendo isso por mim’

“Adesanya está com medo. Ele tenta parecer bom, mas todos sabemos que é magro e fraco. Tem medo de enfrentar caras poderosos. Africano de merd**”, escreveu o brasileiro (veja o print abaixo).

O comentário do brasileiro não soou bem para alguns seguidores do atleta. Após a publicação, um fã respondeu à declaração feita pelo mineiro sugerindo que o atleta não deveria se posicionar daquela forma com relação ao oponente.

“Eu não compraria uma briga com toda a África”, escreveu um internauta.

Borrachinha imediatamente tentou justificar suas palavras e tentou se explicar, sugerindo que seu problema era apenas com o campeão dos médios.

“Eu quero matar apenas um africano. O falastrão magrelo”, respondeu Paulo.

Mesmo justificando o ataque, Borrachinha fez questão de apagar o post a fim de evitar maiores problemas.

A frase do brasileiro pode soar como forma de incentivo para Israel, que é conhecido por sua luta pela igualdade racial e faz questão de afirmar suas origens no continente africano.

Curiosamente, a publicação foi feita nas vésperas do Dia Nacional da Consciência Negra, que é comemorado no Brasil anualmente em 20 de novembro.

 

P. Borrachinha exagera em provocação a I. Adesanya. Foto: Reprodução/BJPenn.com

Campeões Africanos

Ao lado de Kamaru Usman, campeão dos meio-médios (até 77.1 kg.), Adesanya é o segundo atleta nigeriano dono de cinturão no UFC em 2019, o que torna o país africano o segundo na lista de campeões do evento entre os homens – atrás apenas dos EUA. O Brasil não tem nenhum campeão masculino neste ano.

Adesanya x Borrachinha

O duelo entre Paulo e Adesanya, em um primeiro momento, deveria acontecer no início de 2020. No entanto, uma cirurgia no bíceps afastou o brasileiro dos combates até abril. Dana White, presidente do Ultimate, afirmou que o confronto deverá ser adiado e busca um novo oponente para o atual campeão.

Histórico no Brasil

O Brasil foi construído sobre a exploração do trabalho escravo, oriundo de pessoas tiradas de suas regiões, principalmente na África e trazidas ao nosso território para trabalharem nas condições mais adversas possíveis. Os fatos ocorridos há mais de 500 anos, ainda trazem reflexos na sociedade atual, que, em números, mostra a desigualdade racial que acontece no dia a dia.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

2 Tópico de comentário
0 Responder Comentário
0 Seguir
 
Comentário com mais reações
Tópico de comentários mais discutido
2 Comentários do autor
Daniel FonsecaEduardo Barros Novos comentários do autor
Eduardo Barros
Membro

Africano é apenas o continente onde ele nasceu, nao vejo problemas nisso, afinal de contas ele não é americano nem sulamericano, apenas é africano…

Daniel Fonseca
Membro

Típica conclusão imbecil dessa matéria. Está parecendo o UOL que adora descontextualizar declaração de terceiros. Adesanya é asiático então? Sul Americano? Norte americano? Da Oceania?