UFC São Paulo: Nocaute brasileiro avassalador, mas desilusão com Jacaré

Fique por dentro de tudo que aconteceu no UFC São Paulo, segundo a Sportsbet.io

J. Blachowicz (esq.) venceu Jacaré (dir). Foto: Reprodução / Facebook @ufc

Ronaldo Jacaré arriscou subir de categoria de peso para os meio-pesados, mas a verdade é que sua caminhada começou da pior forma possível. Lutando em casa, no UFC São Paulo, o veterano lutador brasileiro perdeu, em uma decisão dividida, contra o polonês Jan Blachowicz.

No entanto, nem tudo foi ruim para o público brasileiro, que encheu o UFC São Paulo. Isso porque o brasileiro Charles do Bronx conseguiu um nocaute avassalador em sua luta contra o norte-americano Jared Gordon, ficando mais próximo de poder defrontar o campeão Khabib Nurmagomedov. Porém as intenções do brasileiro, que tem o recorde de maiores finalizações da história do UFC, são outras: Charles do Bronx quer Conor McGregor já no início do próximo ano.

Jacaré não conseguiu cumprir seu plano e saiu derrotado

A luta principal da noite do UFC São Paulo, o último UFC no Brasil desse ano, colocava frente a frente Jacaré contra o perigoso Blachowicz. O objetivo do veterano brasileiro era conseguir uma corrida para o título mais facilitada com essa subida de peso para os meio-pesados, mas a verdade é que o plano de Jacaré saiu errado.

Para além de não conseguir nenhuma queda durante toda sua luta contra o polonês, colocando em jogo o fator mais forte e determinante de seu arsenal de luta, Jacaré não foi feliz junto dos árbitros da luta. Isso porque, em uma decisão que é muito polêmica, Jacaré acabou perdendo por decisão dividida contra o polonês. Uma decisão que acabou revoltando muita torcida presente no UFC São Paulo.

Shogun também saiu prejudicado na decisão dos juízes

O co-main event do UFC São Paulo colocava o também veterano e lendário lutador brasileiro Shogun Rua contra o escocês Paul Craig. Em três rounds muito bem disputados, a verdade é que a sensação foi que Shogun tinha feito o suficiente nos dois rounds para conseguir uma decisão favorável dos três juízes.

Contudo, e como aconteceu com Jacaré, Shogun não teve a decisão em seu favor, não tendo conseguido mais do que um empate contra Paul Craig, travando assim um pouco suas ambições de poder virar a derrota sofrida há uns meses contra Anthony Smith. “Foi injusto”, garantiu Shogun no final da luta, garantindo para a torcida que venceu o segundo round, mas que isso não foi visto por todos os juízes.

Charles do Bronx não quis mesmo levar a decisão para os juízes

C. Do Bronx (esq.) aplica duro nocaute em J. Gordon (dir.). Foto: Reprodução/Facebook UFC

Quem não quis aguardar pelas decisões dos juízes foi o sempre espetacular Charles do Bronx. O ainda jovem lutador brasileiro já é o lutador, da história do UFC, com mais finalizações, provando que é um dos lutadores mais perigosos para sua categoria de peso, onde Khabib Nurmagomedov ainda é o rei.

Ainda no primeiro round, Charles do Bronx nocauteou o americano Gordon, marcando sua presença e justificando sua fama de um finalizador nato, com um nocaute avassalador, que promete ficar entre os melhores desse ano de 2019 no UFC.

Na entrevista após a luta, Charles falou diretamente para Dana White, afirmando que já tem mais de dez anos de casa e que já provou que é capaz de lutar contra os melhores do mundo. Por isso mesmo, arriscou pedir uma luta improvável contra o astro do UFC Conor McGregor. Será que o irlandês se quer arriscar em seu retorno contra um lutador que tem todo esse poder?

UFC e futebol dominam no esporte brasileiro

Se os lutadores brasileiros têm conseguido provar nesses últimos 20 anos do UFC que são dos melhores do mundo, no futebol não é diferente. Prova disso são as notícias de futebol do Brasil que estão tendo cada vez mais peso no esporte mundial. Quem fica indiferente da temporada do Flamengo, em que, em uma semana, pode ganhar a Copa Libertadores e também reconquistar o Brasileirão?

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments