Johnny Walker desafia Chris Weidman para luta em fevereiro ou março: ‘Vamos dançar’

Brasileiro confirma desejo de atuar no início do ano e convida ex-campeão dos médios para combate

J. Walker (foto) desafia C. Weidman para luta no início de 2020. Foto: Reprodução/Instagram @johnnywalkerufc

O brasileiro Johnny Walker está disposto a apagar logo sua derrota sofrida para Corey Anderson no UFC 244, no início de novembro. Na ambição de retornar ao octógono logo no início de 2020, o meio-pesado (até 93kg.) escolheu um nome de peso para seu próximo adversário. O combatente convidou Chris Weidman para trocar forças após saber que o norte-americano pretendia voltar a lutar em fevereiro ou março. O desafio foi feito em sua conta no Twitter.

Saiba mais

Polícia confirma morte de enteada de peso pesado do UFC
Miocic manda recado pessoal para Tyson Fury
Em busca de redenção, Walker garante que não vai mudar seu estilo: ‘Nunca brinquei durante a luta’

Chris Weidman, que engraçado, eu também quero lutar em fevereiro ou março. Que coincidência. Qual data você prefere? Vamos dançar!”, escreveu Johnny.

Não demorou muito para que o ex-campeão dos médios (até 83,9kg.) respondesse ao desafio do atleta de Belford Roxo (RJ). No entanto, o norte-americano se mostrou um tanto quanto evasivo ao rebater o chamado.

“Obrigado pelo convite. Eu vou te informar quando eu decidir qual será meu próximo passo”, respondeu Chris.

A investida de Walker foi feita na intenção de retomar o caminho para as vitórias e Weidman, com um gabarito de ex-campeão, poderia ser o nome ideal para recolocar o brasileiro no radar da divisão, que hoje é dominada por Jon Jones.

Antes de atuar no UFC 244, Johnny vinha de três ótimas performances no Ultimate. O atleta derrotou seus últimos oponentes em menos de três minutos, quando somado o tempo em que passou no octógono. Invicto e incontestável, não demorou muito para que o brasileiro caísse nas graças do público tupiniquim, que anda carente de ídolos masculinos atuando no topo das suas divisões.

Antes do UFC São Paulo, ocorrido no último dia 16, em um bate-papo com os fãs, Johnny revelou que pretendia desafiar o vencedor do confronto entre Maurício Shogun e Paul Craig. No entanto, o combate entre os atletas terminou em empate, o que frustrou os planos do combatente para sua próxima apresentação.

Apesar do convite de Walker, Chris, que teve sua estreia nos meio-pesados frustrada após um duro revés para Dominick Reyes, admitiu que não irá se aposentar do esporte, apesar da má fase na carreira. O atleta, porém, não garantiu sua permanência da categoria de cima, deixando em aberto a possibilidade de retornar para sua divisão de origem.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

1 Tópico de comentário
0 Responder Comentário
0 Seguir
 
Comentário com mais reações
Tópico de comentários mais discutido
1 Comentários do autor
Carlos Alberto De Almeida Santos Novos comentários do autor
Carlos Alberto De Almeida Santos
Membro

Que piada você porque você não desafia Glover Teixeira Anthony Johnson ou Gustafson kkkkkk